Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

8 misturas de produtos de limpeza perigosas para saúde

Por| Editado por Luciana Zaramela | 25 de Dezembro de 2023 às 09h00

Link copiado!

Freepik
Freepik

Desinfetante, água sanitária, sabão em pó, tira manchas e detergente estão entre os produtos de limpeza mais usados no dia a dia. Para quem gosta de ver as coisas brilhando, é tentador pensar na possibilidade de misturar essas fórmulas e criar um produto ainda mais potente. Só que, na verdade, essas misturas podem ser perigosas para a saúde.

“O maior risco de misturar produtos de limpeza é deles reagirem e ocorrer a liberação de gases irritantes”, alerta Alexandre Okamori, especialista em Alergologia e Imunologia Clínica pelo São Cristóvão Saúde e membro da European Respiratory Society (ERS). Em casos raros, é possível a ocorrência de explosões.

Para a saúde, a inalação dos gases gerados é associada com diferentes complicações, o que inclui tosse, falta de ar, chiado, sintomas de coriza, espirros, coceira na pele e obstrução nasal. É possível também sofrer queimaduras, se a mistura de produtos de limpeza entrar em contato com a pele.

Continua após a publicidade

Misturando produtos de limpeza

É difícil pensar em um manual sobre quais misturas de produtos de limpeza são seguras ou não para a saúde, já que cada marca disponível no mercado pode incluir ingredientes específicos.

Para ajudar a desmistificar o tema, a plataforma Pode Misturar indica algumas misturas que são perigosas e não devem ser feitas dentro de casa por quem busca uma limpeza ainda mais potente.

Antes de seguir, vale dizer que o projeto foi desenvolvido por Laura Marise, cientista e criadora do canal Nunca Vi 1 Cientista, e Mario Souto, programador e criador do Dev Soutinho. Agora, confira 8 misturas proibidas:

1. Vinagre com água sanitária

Embora não seja propriamente um produto de limpeza, o vinagre (com ácido acético) é um produto bastante usado nessas misturas como desinfetante. Só que não deve ser adicionado com água sanitária (hipoclorito de sódio). Isso porque a junção dos dois forma o gás cloro, que pode causar problemas de respiração, ardência nos olhos ou provocar queimaduras. Se este gás for inalado em grande quantidade, pode ocorrer danos severos aos pulmões.

2. Desinfetante com vinagre

Continua após a publicidade

Como a maioria dos desinfetantes tem um composto de amônia como princípio ativo, este produto de limpeza não pode ser misturado com vinagre. Ambos podem liberar diferentes gases tóxicos e irritantes, incluindo o gás cloro, responsável por provocar graves danos à saúde.

3. Tira manchas com Vinagre

Para entender, os produtos feitos para tirar manchas de roupas normalmente têm água oxigenada na composição. Nesses casos, a inclusão do vinagre na mistura vai formar o ácido peracético, que é tóxico e corrosivo. Em outras palavras, poderá causar queimaduras em quem usa, enquanto deverá destruir a superfície onde é aplicado.

4. Álcool líquido com água sanitária

Continua após a publicidade

A mistura de álcool, em qualquer concentração, com água sanitária também é expressamente proibida. Isso porque ela vai formar três produtos bastante tóxicos: cloroacetona, clorofórmio e ácido clorídrico. Eles causam irritação e queimaduras, afetam os pulmões e podem até prejudicar o sistema nervoso central.

5. Detergente líquido com água sanitária

No caso do detergente, muitas marcas costumam usar compostos de amônia em sua composição. Estes não devem ser misturados com a água sanitária, que contém hipoclorito de sódio. A reação de ambos forma o gás cloramina, capaz de provocar irritação ou queimação no sistema respiratório e intoxicações graves, se for inalado.

Continua após a publicidade

6. Água sanitária com desinfetante

A mistura de água sanitária com desinfetante (amônia) também provoca a formação de cloramina e, por isso, não deve ser feita em casa para a limpeza. Os efeitos dessa mistura de produtos na saúde foram descritos no item anterior.

7. “Produtos piratas”

Se os riscos são minimamente conhecidos com os itens já mencionados, a história muda de figura quando se fala nos produtos piratas de limpeza — aqueles compostos vendidos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em embalagens que não descrevem a composição. Sozinhos, eles nem devem ser usados. E se forem misturados, podem provocar efeitos desconhecidos.

Continua após a publicidade

8. Água oxigenada com água sanitária

A mistura de água oxigenada com água sanitária até pode ocorrer, já que irá provocar a formação de gás oxigênio — que não é nem um pouco tóxico. No entanto, se a mistura for feita em grandes quantidades, há o risco de explosões. Nesses casos, a água sanitária poderá entrar em contato com a pele e causar problemas. Por isso, não é tão recomendada.

Fonte: Pode Misturar