Sinal verde: Reino Unido deve autorizar veículos autônomos já neste ano

Sinal verde: Reino Unido deve autorizar veículos autônomos já neste ano

Por Felipe Ribeiro | Editado por Luciana Zaramela | 28 de Abril de 2021 às 22h30
twenty20photos/ Envato

O Reino Unido pode dar um importante passo rumo à modernidade veicular em seu território. O Departamento de Transportes da região já trabalha com a possibilidade de autorizar a circulação de carros autônomos nas vias da Inglaterra, Irlanda do Norte, País de Gales e Escócia ainda este ano.

Segundo resolução das autoridades, automóveis capazes de guiar pelas vias se mantendo na faixa e conseguindo fazer as curvas em uma velocidade razoável serão autorizados a se locomover pelas ruas, desde que, claro, haja um humano de prontidão para assumir o volante. Ao dar essa determinação, o governo espera que, com o tempo, o número de acidentes possa diminuir 85%.

Uma das tecnologias que já estão em teste no país e em outros locais é a Automated Lanekeeping System (ALKS), ou Sistema de Permanência Automática em Faixa, na tradução livre. Com esse sistema, o automóvel é capaz de se manter nas faixas de circulação e se distanciar do veículo à frente a uma velocidade de até 60 km/h.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"Este é um passo importante para o uso seguro de veículos autônomos no Reino Unido, tornando as viagens futuras mais ecológicas, fáceis e confiáveis. Mas devemos garantir que essa nova tecnologia empolgante seja implantada com segurança, e é por isso que estamos consultando sobre como devem ser as regras para habilitá-la", disse Rachel Maclean, ministra dos Transportes do Reino Unido.

Carros autônomos são o futuro no Reino Unido/  Imagem: Reprodução / Apple Insider

Vale lembrar que já avaliamos alguns automóveis capazes de se manter na faixa de rodagem com muita competência, como o Jeep Compass Trailhawk e o Volvo XC40, mas, diferente da tecnologia ALKS, o motorista precisa estar com as mãos ao volante para que os carros consertem a trajetória. O Volvo, entretanto, consegue realizar curvas quando aliado ao piloto automático adaptativo, se distanciando do carro à frente independentemente da velocidade.

O governo do Reino Unido prevê que a tecnologia de veículos autônomos pode criar 38 mil empregos até 2035 em uma indústria que vale bilhões.

Fonte: Techxplore

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.