Rio terá 1º laboratório de baterias para carros elétricos da América Latina

Rio terá 1º laboratório de baterias para carros elétricos da América Latina

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 01 de Setembro de 2021 às 16h20
patruflo/Envato

O Campus do Inmetro, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, foi escolhido como sede para o primeiro laboratório de testes para baterias de carros elétricos do Brasil e da América Latina. O local não foi selecionado por acaso, pois já conta, atualmente, com 57 laboratórios de alta tecnologia.

O memorando de entendimento foi assinado nesta terça-feira (30) por representantes do Inmetro, dos Laboratórios Especializados em Eletroeletrônica, Calibração e Ensaios (Labelo) da PUC-RS e do PNC, órgão de certificação de produtos da Coreia do Sul.

A iniciativa tem como base o Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação e cada uma das partes envolvidas terá um papel diferente no desenvolvimento do projeto. Em comunicado oficial, o Inmetro informou que seu escopo englobará a cessão do espaço, o treinamento de especialistas, o desenvolvimento de requisitos e o apoio à normalização nacional ou regional, em alinhamento com ABNT e IAAC.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A PNC, por sua vez, fará uma espécie de ponte com os investidores, além de ajudar no desenvolvimento da certificação com base em experiências adquiridas em outros países. Fechando a trinca, o papel do Labelo/PUC-RS será o de gerenciar o fundo arrecadado, construir o laboratório e comprar os equipamentos.

Estreia

Segundo Marcos Heleno Guerson, presidente do Inmetro, a ideia é que o laboratório inicie suas atividades em 2023. O executivo previu que a frota brasileira de veículos elétricos ou híbridos seguirá em expansão e, dentro dos próximos 15 anos, representará 60% do total de carros em circulação no país.

(Imagem: Divulgação/Fernanda Coutinho, Inmetro)

Guerson também projetou que os valores cobrados por carros híbridos ou elétricos no país, hoje fora da realidade de boa parte da população, tendem a cair à medida em que a tecnologia avança. O executivo disse ainda que o desenvolvimento de baterias para carros elétricos "é crucial para garantir a segurança e o desempenho" dos veículos.

De acordo com o presidente do Inmetro, a demanda mundial por energias renováveis e limpas impulsionará o Brasil para avançar na área: “O Marco de Ciência, Tecnologia e Inovação vem para reconhecer isso e tentar colocar o setor privado nesta equação. É o que temos aqui hoje: governo, empresa e academia trabalhando juntos pela inovação”.

Fonte: Agência Brasil, Inmetro

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.