Por que a Ferrari proibiu Justin Bieber de comprar carros da marca?

Por que a Ferrari proibiu Justin Bieber de comprar carros da marca?

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 05 de Maio de 2022 às 17h40
Reprodução/Barrett-Jackson

O cantor canadense Justin Bieber conseguiu realizar o sonho de infância de muitos apaixonados por carros superesportivos e levou uma Ferrari 458 Italia para sua garagem em 2011. Só que agora, mesmo milionário, não poderá comprar mais nenhum carro da “marca do cavalinho”.

O motivo para Bieber ter sido "banido" e impedido de comprar carros da marca é inusitado, porém, bastante simples: desrespeito ao código de conduta que a Ferrari possui e passa a todos os clientes que têm a chance de comprar um carro da marca.

Além de Justin Bieber, outros nomes bastante conhecidos do mundo pop também seriam considerados “personas non gratas” pela Ferrari justamente por descumprirem o código de ética da marca após levarem um supercarro para casa: o ator Nicolas Cage, o rapper 50 Cent e a socialite Kim Kardashian.

Justin Bieber customizou sua Ferrari em uma loja não-oficial e foi punido pela fabricante (Imagem: Reprodução/Barrett-Jackson)

O que Bieber fez para irritar a Ferrari?

Voltando para a história do cantor canadense, o que, afinal, teria feito Justin Bieber para deixar a Ferrari tão irritada a ponto de colocá-lo em uma lista de clientes proibidos de comprar carros da marca?

Tudo teria começado em 2016, quando Bieber, ao ir a uma balada em Beverly Hills, deixou sua Ferrari estacionada do lado de fora por nada menos do que duas semanas. O carro, claro, acabou guinchado, e Bieber, multado.

No mesmo ano, veio o chamado “strike 2” ou, em bom português, a segunda bola fora: Bieber cometeu o pecado de pintar sua Ferrari 458 Italia, originalmente branca, de um tom azul cintilante. E o pior: fez isso em uma loja de preparação automotiva que não tinha credenciamento da marca.

O cantor também trocou as rodas de metal do carro por produtos não-oficiais da marca e, como se não bastasse, alterou a cor do tradicional logo do cavalinho que fica no volante, de vermelho para azul.

O último ato de indisciplina cometido por Bieber aconteceu em 2017, quando o cantor resolveu leiloar seu “mimo” e arrematou aproximadamente US$ 434 mil com o evento. A Ferrari, para quem não sabe, proíbe que os proprietários façam leilão de seus carros.

Fonte: Exame, Barrett-Jackson

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.