Incêndio atinge fábrica da Tesla na Califórnia

Por Felipe Demartini | 27 de Agosto de 2018 às 14h44
DepositPhotos
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

Um pequeno incêndio foi registrado na fábrica da Tesla Motors em Freemont, no estado americano da Califórnia. O caso aconteceu no final da tarde de quinta-feira (23), quando um foco de fogo surgiu em meio a materiais que estavam sendo preparados para reciclagem, do lado de fora da unidade de produção de veículos da empresa.

De acordo com as informações do corpo de bombeiros, o incêndio começou às 17h20, no horário local, e foi extinto cerca de 40 minutos depois. Não houve feridos e a fábrica não sofreu danos, com exceção da queima de um trecho gramado nas proximidades do estacionamento sul da unidade e o teto da estrutura que abrigava os materiais. As autoridades ainda estão investigando as causas do indicente.

Devido à categoria do que acabou sendo queimado, entretanto, as chamas se espalharam rapidamente, o que levou a um fogo bastante intenso e, também, com muita fumaça. As imagens do local, no momento do incêndio, são impressionantes, mas segundo a própria Tesla, o acidente não chegou nem perto de atingir a área de produção de veículos da companhia, não constituindo uma ameaça para seus funcionários e patrimônio.

A notícia, entretanto, foi publicada e citada com certo destaque pelo fato de a unidade de Freemont já ter passado por sua cota de incêndios no passado. Um dos principais pontos de produção do Model 3, a fábrica enfrentou uma série de problemas, principalmente, relacionados ao setor de pinturas, que já teria pegado fogo pelo menos quatro vezes desde 2014.

O mais sério deles, registrado em abril, teria chegado a interromper a produção do veículo por algumas semanas, impactando diretamente no fluxo de entrega dos carros para os clientes e, também, em toda a rotina de produção da unidade. Como se isso não fosse o bastante, equipamentos e maquinários caros também teriam sido danificados, apesar de não existir histórico de feridos. A informação, entretanto, foi negada pela Tesla.

Em comunicado, a companhia afirmou ter protocolos contra incêndio em vigor durante toda sua operação, bem como sistemas de ar condicionado e ventilação para garantir a saúde dos funcionários, que também usam material protetor durante todo o tempo. Sendo assim, caso acidentes aconteçam, todos estão preparados a lidar com isso de forma a minimizar ferimentos e danos materiais.

Fonte: CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.