Fabricante do iPhone quer trazer seus carros elétricos para a América Latina

Fabricante do iPhone quer trazer seus carros elétricos para a América Latina

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 21 de Outubro de 2021 às 12h20
Divulgação/Foxconn

Após anunciar seus três protótipos de carros elétricos, a Foxconn, a maior parceira da Apple na fabricação de iPhones, iPads e MacBooks, tem planos audaciosos para vender os automóveis em várias partes do mundo. Segundo informações de bastidores colhidas pelo pessoal do Autoblog, a empresa pensa em fabricar os modelos no México e, depois, exportá-los para os países da região.

Os carros em questão são os que vimos no Hon Hai Tech Day: o The Model C, SUV médio familiar; o The Model E, um sedã de luxo com design italiano; e, por fim, o The Model T, um ônibus extremamente elegante e que parece que vai te levar, de fato, para o futuro. Com muita inspiração na Tesla, esses automóveis — principalmente os de passeio — terão autonomia e desempenho absurdos, com muita esportividade e conforto.

Os carros serão feitos em parceria com a taiwanesa Yulon Motors, sem necessariamente dizer quais seriam os locais de produção — os Estados Unidos aparecem como favoritos. Além disso, a Foxconn trabalha com outras montadoras para a fabricação de veículos elétricos, como a Stellantis (somente na China) e a Fisker, já famosa no mercado automotivo por seus automóveis zero emissão.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação/Foxconn)

Ainda segundo o Autoblog, o presidente da Foxconn, Liu Young-way, revelou que a empresa também deve levar seus carros elétricos para a Europa e Índia.

Como são os carros da Foxconn?

Com pegada futurista, os modelos anunciados pela Foxconn serão bem potentes e com autonomia bem interessante. O SUV The Model C poderá ir de 0 a 100km/h em apenas 3,8 segundos e percorrer até 700km com uma única carga. O número é um pouco menor do que apresentado para o sedã The Model E, que é equipado com propulsor de 750cv e faz um 0 a 100km/h em módicos 2,8 segundos, com alcance de 750km.

A Foxconn também afirma que seus vindouros automóveis terão potencial tecnológico acima da média, sendo equipados com recursos diferenciados que incluem abertura das portas com reconhecimento facial, janelas inteligentes e a transformação do espaço traseiro em uma espécie de escritório ambulante. Além disso, o pacote de segurança ativa deve receber ferramentas conhecidas, com alerta de ponto cego, frenagem automática de emergência e piloto automático adaptativo.

Apesar de ter a América Latina como alvo para seus carros, a Foxconn não informou quais seriam os países que receberiam os modelos. O Brasil, claro, deve estar na mira.

O início das vendas globais deve ser em 2023.

Fonte: Autoblog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.