Carros elétricos e usados devem ficar mais baratos em São Paulo em 2022

Carros elétricos e usados devem ficar mais baratos em São Paulo em 2022

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 04 de Outubro de 2021 às 09h10
Felipe Ribeiro/ Canaltech

O governo do Estado de São Paulo anunciou que vai reduzir o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para alguns setores a partir de janeiro de 2022. Segundo o governador João Dória (PSDB), entre os mercados beneficiados com esse pacote fiscal estarão o de carros elétricos, híbridos e usados, que devem sofrer alterações em seus preços a partir do primeiro mês do ano que vem.

Ônibus, caminhões e veículos elétricos híbridos passarão a pagar alíquota de 14,5% contra os 18% atuais. Já os carros usados, que no início de 2021 passaram a pagar mais imposto, terão o ICMS reduzido de 3,9% para 1,8%. Segundo Dória, a redução foi possível devido à recuperação econômica no estado de São Paulo, que foi um dos que menos sofreu no período da pandemia de covid-19. 

O último aumento de ICMS em São Paulo aconteceu em abril de 2021 e fez com que os carros chegassem a custar quase R$ 2 mil a mais no estado em comparação com outras unidades da federação. Além disso, com a escassez de semicondutores, o preço dos automóveis usados e seminovos também disparou e, somado ao acréscimo nessa alíquota, fez com que os valores fossem irreais em alguns casos. 

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Toyota Corolla Hybrid pode ficar mais em conta em 2022 (Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)

Segundo a administração de João Dória, as reduções vão gerar um impacto de R$ 3 bilhões na arrecadação estadual, que devem ser compensadas com o aumento das vendas no setor automotivo. Já no caso dos carros elétricos, é possível que também vejamos algum decréscimo no valor, que é geralmente alto por conta da pouca demanda e alta tecnologia embarcada nesses produtos. 

Fonte: Governo de São Paulo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.