Carro elétrico carregado em 3 minutos? Cientistas dizem que é possível

Carro elétrico carregado em 3 minutos? Cientistas dizem que é possível

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 25 de Março de 2022 às 19h00
Reprodução/SciTech Daily

Os dias de quem critica os carros elétricos por causa da demora para carregar a bateria estão contados. Pelo menos é o que prometem os cientistas do Centro de Física Teórica de Sistemas Complexos do Instituto de Ciências Básicas (IBS).

Juyeon Kim, Dario Rosa e Dominik Šafránek escreveram um artigo que fala sobre a possibilidade de reduzir o tempo de carga de um carro elétrico com uma bateria de 200 células de 10 horas para apenas 3 minutos.

O segredo tem nome: bateria quântica. Os responsáveis pela descoberta publicaram suas impressões na revista Physical Review Letters, da Universidade de Cornell. E tentaram explicar, de forma didática, como funciona a tecnologia:

“As baterias quânticas são dispositivos feitos de estados quânticos, que armazenam e liberam energia de forma rápida e eficiente, oferecendo assim inúmeras possibilidades em futuras aplicações tecnológicas. Eles oferecem uma velocidade de carregamento significativa quando comparadas às baterias clássicas, devido à possibilidade de usar operações de carregamento emaranhadas”.

Imagem mostra como funciona o carregador comum e como seria no caso da bateria quântica (Imagem: Reprodução/SciTech Daily)

De acordo com os cientistas, para que as baterias quânticas possam funcionar corretamente e, assim, reduzir o tempo de carregamento de um carro elétrico em aproximadamente 200 vezes, seria preciso executar a carga de todas as células simultaneamente, em um processo chamado “protocolo de carregamento global”.

Carregar um carro elétrico em segundos? Quem sabe...

Se o tempo de 3 minutos que os cientistas citaram para carregar por completo um carro elétrico com bateria de 200 células já te impressionou, o que você dirá ao saber que a redução pode chegar até a poucos segundos? Parece impossível, certo?

As baterias quânticas podem proporcionar isso. Segundo os pesquisadores, os componentes que empregam o protocolo de carregamento global podem atingir escala quadrática na velocidade de carregamento. E o que isso significa?

Em estações de carregamento de alta velocidade, como as que já existem hoje, principalmente fora do Brasil, o tempo de carregamento seria reduzido de 30 minutos para meros segundos.

O artigo deixou claro, porém, que ainda há um longo caminho a ser percorrido antes de a tecnologia de bateria quântica efetivamente ser aplicada em larga escala nos carros elétricos. Mesmo assim, não deixa de ser uma notícia animadora para um mundo cada vez mais preocupado em reduzir as emissões de gases nocivos ao meio ambiente.

Fonte: Physical Review Letters, SciTech Daily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.