Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Chevrolet Spin 2023 | Uma minivan com “jeitão de SUV”

Por| Editado por Jones Oliveira | 10 de Julho de 2022 às 09h30

Link copiado!

Review Chevrolet Spin 2023 | Uma minivan com “jeitão de SUV”
Review Chevrolet Spin 2023 | Uma minivan com “jeitão de SUV”

A Chevrolet Spin 2023 tem seus motivos para ser considerada o carro favorito dos taxistas e de quem trabalha com transporte de pessoas. Afinal, é uma minivan com capacidade para levar até 7 ocupantes confortavelmente e, de quebra, o carro de 7 lugares mais barato do Brasil.

Apesar de se enquadrar no segmento de minivans, no entanto, o que deu para perceber durante os dias em que a Chevrolet Spin passou sob os cuidados da reportagem do Canaltech é que ela tem um “jeitão de SUV”.

A posição de dirigir, mais alta do que os carros tradicionais, e as saídas menos ágeis, fazem com que a Chevrolet Spin também entre na briga no segmento que hoje é o favorito do público brasileiro, com o apelo de ter um preço mais convidativo.

Continua após a publicidade

Conectividade e Segurança

A Chevrolet Spin não tem como principais atrativos os itens de conectividade e segurança, mas isso não quer dizer que a montadora tenha deixado completamente de lado estes dois pontos importantes nos modelos 2023 da minivan.

A conectividade da Chevrolet Spin oferece ao proprietário a central multimídia MyLink com tela touch de 7 polegadas, compatível com Apple CarPlay e Android Auto, e o sistema OnStar, que emite alertas ao motorista para que, ao sair do carro, não esqueça pertences no banco traseiro.

Conforto e Experiência de uso

Dirigir a Chevrolet Spin no trânsito é algo que pode ser considerado interessante. Se por um lado ela não tem a agilidade e a potência dos carros com motores turbos, por outro ela encanta por se assemelhar a um SUV e, de quebra, ter espaço e conforto de sobra.

Continua após a publicidade

Durante os dias em que esteve sob os cuidados do Canaltech, a Chevrolet Spin rodou tanto dentro da cidade quanto em rodovias. O comportamento dentro da cidade foi o que se espera de um carro que é a “musa inspiradora” de boa parte dos taxistas, ou seja, atende aos requisitos básicos de quem quer rodar com conforto.

Na estrada, apesar de o motor 1.8 que gera 106 cavalos de potência (111 no etanol) e torque de 16,8 kgfm (17,7 no etanol) não ser “fraco”, a sensação é a de que a minivan poderia entregar um pouquinho mais, principalmente nos momentos em que uma ultrapassagem mais rápida é solicitada. O “truque” de usar o modo manual ajuda, mas não resolve a tocada.

O quesito consumo, no entanto, é um ponto complicado da Chevrolet Spin. Os dados oficiais registrados no Inmetro apontam para 7,7 km/l na cidade e 9 km/l na estrada quando abastecida com etanol, mas nos testes do Canaltech os números ficaram abaixo das aferições oficiais, com o carro apresentando uma média de 7,3 km/l em perímetro misto.

Continua após a publicidade

Design e acabamento

Talvez o ponto que menos agrade na boa minivan da Chevrolet, ou os pontos, no caso, são justamente o design e o acabamento. O design da linha Spin 2023 não seguiu as modernizações de outros modelos da marca. Por isso, assim como ocorreu com o Honda HR-V, antes da reestilização, ele passa uma impressão de “cansado”.

O acabamento interno, por sua vez, se tem nos bancos o conforto que o motorista espera, deixa a desejar em relação aos painéis e portas, que abusam do uso de plástico duro. O painel, aliás, também deixa a desejar pelo design antigo, que às vezes me fez pensar estar ao volante de um carro das décadas de 1980 e 1990.

Continua após a publicidade

Concorrentes

A Chevrolet Spin, na verdade, não tem um concorrente direto, pois é uma minivan. Como ela tem “jeitão de SUV”, no entanto, dá para colocá-la no rol de outros carros vendidos no Brasil com espaço para 7 ocupantes, como o Tiggo 8, da Chery, ou o Jeep Commander.

O modelo da GM é mais barato (bem mais) do que os teóricos rivais, mas tem muito mais tecnologia, itens de segurança e desempenho do que a Spin, o que torna a comparação um tanto quanto desigual entre o trio.

Continua após a publicidade

Veredicto

Continua após a publicidade

Depois de analisar esta série de pontos a respeito da Chevrolet Spin, vem a pergunta do milhão: afinal de contas, vale a pena pagar valores que partem de R$ 108 mil (versão LT) e chegam aos R$ 124.900 pela minivan? A versão Premier, que serviu para nossa análise, parte de R$ 122.450.

A resposta é sim, principalmente se você está na busca por um modelo que comporte muitas pessoas e ofereça conforto aos passageiros. Quem está à procura da Spin, sabe exatamente o que ela tem para dar há uma década, e é isso que ela vai continuar entregando, até que a GM apresente novas versões e mais melhorias.

A Chevrolet Spin testada pelo Canaltech foi gentilmente cedida pela General Motors do Brasil.