5 dicas para quem deseja começar a carreira de influencer

5 dicas para quem deseja começar a carreira de influencer

Por Redação | Editado por Patrícia Gnipper | 23 de Março de 2022 às 17h45
seventyfourimages/Envato

O mercado de influenciadores digitais (os famosos influencers) tem se mostrado uma das maiores mudanças trazidas pela ascensão das redes sociais, ao revolucionar a maneira com que se dirige o olhar às possibilidades de uma carreira. Mesmo que seja tão nova, a profissão “criador de conteúdo digital” já é uma realidade.

Dicas para virar influencer

Para quem deseja começar nesse segmento, existem cinco passos indispensáveis:

Escolha seu nicho

(Imagem: Reprodução/amenic181/Envato)

A primeira coisa que o influenciador precisa ter em mente é o seu nicho de atuação. Em outras palavras: qual vai ser o foco do seu conteúdo? Para isso, é necessário fazer uma reflexão acerca das principais habilidades e dos assuntos de que gosta e sabe falar com propriedade. Esse primeiro passo pode ser considerado como o mais importante de todos, uma vez que define o público e impacta em quais marcas devem procurá-lo em busca de parcerias.

Conheça as plataformas

Outra decisão importante é a plataforma na qual concentrar os conteúdos, o que também pode ter uma espécie de relação com a primeira dica: sabendo o nicho e o público, é preciso entender onde as pessoas que buscam esse tipo de conteúdo estão. Estar atento às tendências e saber quais redes sociais estão em alta também pode fazer muita diferença ao influenciador digital. O Canaltech publicou um guia sobre como usar o TikTok, por exemplo.

No entanto, essa profissão não está resumida a publicações esporádicas e aleatórias: existe toda uma estratégia de conteúdo por trás, que está muito vinculada aos algoritmos, responsáveis por identificar quais publicações devem ser entregues para um público mais amplo. Entender o funcionamento dos algoritmos das plataformas é um dos maiores segredos do influencer.

Migre para uma conta profissional

Algumas redes sociais — como Instagram e Twitter, por exemplo, duas das plataformas mais utilizadas pelos influencers — oferecem a possibilidade de uma conta profissional, que possui uma série de ferramentas profissionais não disponibilizadas ao usuário médio, destinadas à criação de publicações, anúncios e até mesmo acompanhamento de estatísticas.

Invista no conteúdo

(Imagem: Reprodução/Hoverstock/Envato)

Não adianta tudo isso se o conteúdo não for relevante e autêntico. Os usuários estão cada vez mais criteriosos em relação a quem seguem nas redes sociais, e o influenciador que apenas posta selfies não está influenciando ninguém. Além de apostar em um conteúdo de qualidade, é primordial compreender que essa é a sua profissão: pesquisas, planejamentos estratégicos e conhecimento sobre os assuntos que estão em alta naquele momento são aliados indispensáveis.

Com isso, uma dica é buscar ferramentas que possam ajudar a programar a estratégia de conteúdo (registrar as datas, horários e temas das futuras postagens), como o Excel ou o Trello.

Tenha uma boa relação com as marcas

A carreira de influencer depende diretamente de duas coisas: seguidores e marcas. São os anúncios dessas empresas (ou melhor, publiposts), afinal, que garantem a maior parte do retorno financeiro desse profissional, então a boa relação é primordial.

Por sorte, existem algumas plataformas que podem fazer esse intermédio, ligando marcas a influenciadores e facilitando os contratos de trabalho. Uma delas é a 99Influence, que já contempla mais de 24 mil criadores de conteúdo e onde o cadastro é gratuito. Também é possível buscar agências de marketing ou assessores especializados para alavancar sua carreira.

*O Canaltech é parceiro de mídia do Angel Investor Club

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.