Divisão de carros voadores da Embraer vai entrar na Bolsa de Nova York

Divisão de carros voadores da Embraer vai entrar na Bolsa de Nova York

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 27 de Dezembro de 2021 às 19h10
Divulgação/Eve Air Mobility

O carro voador da Embraer, também chamado de Eve, mesmo nome da divisão da empresa focada nessa área de mobilidade urbana, é um sucesso total e logo estará na Bolsa de Nova York.

Depois de vender mais de 100 unidades para o Bristow Group e ver suas ações dispararem, a Eve Air Mobility anunciou sua fusão com a Zanite, dos Estados Unidoos.

A intenção do acordo é criar uma joint-venture que possa ser listada na NYSE, a Bolsa de Valores de Nova York, já em 2022.

Em comunicado oficial, a Embraer informou que valor implícito pro forma da empresa é de aproximadamente US$ 2,4 bilhões e o valor patrimonial pro forma é de aproximadamente US$ 2,9 bilhões.

Empresa que produz carro voador da Embraer poderá ser listado na Bolsa de Nova York (Imagem: Divulgação/Embraer)

"A transação inclui aproximadamente US$ 237 milhões em dinheiro da Zanite Acquisition e um PIPE de US$ 305 milhões, ancorado pela Embraer, Zanite Sponsor, investidores financeiros e um importante consórcio de parceiros estratégicos - incluindo Azorra Aviation, BAE Systems, Bradesco BBI, Falko Regional Aircraft, Republic Airways, Rolls-Royce e SkyWest", informou a empresa brasileira.

A intenção é que os recursos financeiros levantados na transação sejam usados para financiar as operações, apoiar o crescimento e para fins corporativos de forma geral, segundo a Embraer.

Embraer quer "redefinir futuro da aviação"

O anúncio da fusão entre as empresas foi bastante comemorado tanto do lado brasileiro quando do estadunidense. Francisco Gomes Neto, presidente e CEO da Embraer, chegou a dizer que a estratégia tem potencial para redefinir o futuro da aviação de forma sustentável:

“Acreditamos que o mercado de mobilidade aérea urbana tem um enorme potencial de expansão nos próximos anos com base em uma proposta de transporte eficiente e com zero emissões, e que com essa combinação de negócios, a Eve estará muito bem posicionada para se tornar um dos principais players neste segmento”.

Do lado da Zanite, a empolgação foi similar, como deixou claro o CEO Kenn Ricci:

“A equipe da Zanite está extremamente orgulhosa com a parceria com a Eve e a Embraer nesta transação. Depois de uma extensa busca, selecionamos a Eve por causa de seu projeto de eVTOL, simples e certificável, sua abordagem eficiente em termos de capital para operações de frota e presença global da Embraer, que acreditamos que irão permitir que a Eve não apenas alcance a certificação do tipo de veículo, mas também possa escalar sua produção, suporte e operações globais”.

O negócio foi sacramentado e aprovado por unanimidade pelos conselhos de administração da Embraer e da Zanite.

O próximo passo é a conclusão efetiva, que deve ocorrer no segundo trimestre de 2022, pois ele ainda está sujeito às aprovações regulatórias, dos acionistas e demais condições habituais para a conclusão de transação de tamanha magnitude.

Fonte: Embraer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.