Exames de coronavírus são roubados por "gangue" de macacos na Índia

Por Fidel Forato | 29 de Maio de 2020 às 17h00
Reprodução/CNN

Com as medidas de isolamento social e até mesmo de lockdown implementadas em muitos lugares do mundo por causa do novo coronavírus (SARS-CoV-2), animais selvagens estão cada vez mais retornando para as cidades, principalmente os macacos. Na Índia, uma espécie de gangue formada por primatas atacou um profissional de saúde e roubou amostras de sangue de pacientes diagnosticados com a COVID-19.

De acordo com o relato das autoridades, compartilhado nesta sexta-feira (29), o ataque dos primatas aconteceu quando um assistente de laboratório que trabalhava no hospital da universidade médica estatal de Meerut, no Norte da Índia, estava carregando amostras de sangue para testes, disse à CNN Dheeraj Baliyan, superintendente da área médica na faculdade.

Macacos roubam amostras de exames para COVID-19 na Índia (Foto: Anushree Fadnavis/ Reuters)

"Macacos agarraram e fugiram com as amostras de sangue de quatro pacientes de COVID-19 que estão em tratamento... tivemos que tirar amostras de sangue de novo", relatou um dos envolvidos no incidente.

Após o roubo da caixa de amostras, os macacos subiram em árvores do local e chegaram a mastigar alguns dos pacotes, antes de jogá-los no chão, contou o superintendente Baliyan. 

Ainda de acordo com o relato, nenhum indivíduo entrou em contato com essas amostras e as autoridades do hospital higienizaram a área, descartando de forma adequada o material roubado pelos macacos.

No entanto, a administração do distrito indiano iniciou uma investigação contra as autoridades do hospital por suposto manuseio incorreto das amostras. Isso porque, segundo o Ministério da Saúde da Índia, o número total de casos do novo coronavírus é de 165.799 infectados e 4.706 mortes.

Fonte: Reuters e CNN

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.