Publicidade

Boeing 777 | Tanque de combustível tem risco de explosão, alerta FAA

Por| Editado por Jones Oliveira | 02 de Setembro de 2023 às 08h00

Link copiado!

Jan Rosolino/Unsplash/CC
Jan Rosolino/Unsplash/CC
Tudo sobre Boeing

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) emitiu uma AD (diretriz de aeronavegabilidade) para alertar sobre os perigos de explosão em tanques de combustível de alguns aviões Boeing 777.

O relatório aponta erros da fabricante no Boletim de Requisitos (RB). Segundo a FAA, as aeronaves apresentaram rachaduras nas cordas do anel esquerdo e direito, além de defeitos na aplicação de selos de tampa em fixadores que penetram no tanque de combustível da asa central.

Continua após a publicidade

Por conta dos problemas apontados, os tanques de combustível das unidades verificadas do Boeing 777 se tornaram inseguros, pois não estavam, segundo a FAA, "devidamente protegidos contra raios". O alerta para o risco de explosões foi o mais claro possível e veio acompanhado da orientação para a realização dos reparos necessários.

“Se essas vedações não forem substituídas corretamente, e o fixador associado tiver uma ligação elétrica deficiente à estrutura do avião por qualquer motivo, o fixador poderá faíscar durante a queda de um raio e causar a explosão do tanque de combustível”, avisou o órgão regulador da aviação nos EUA.

Problema não afeta novas unidades do Boeing

Desde que o alerta foi dado pela primeira vez, em outubro de 2021, a Boeing vem realizando as alterações de acordo com o que foi ordenado pela FAA, incluindo as novas diretrizes expedidas em setembro de 2022.

Continua após a publicidade

Segundo a fabricante, e o próprio órgão fiscalizador, cerca de 291 unidades do Boeing 777 serão afetadas pelas alterações nos Estados Unidos, mas as aeronaves recém-construídas não precisarão ser reparadas.

Isso inclui as novas unidades de aviões 777-200 e 777F, entregues em julho e agosto de 2023. Todas essas estão de acordo com as novas diretrizes e sem risco de explosão por conta de falhas na vedação dos tanques de combustível.