WhatsApp testa mensagens que somem sozinhas em menos tempo

WhatsApp testa mensagens que somem sozinhas em menos tempo

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Abril de 2021 às 09h35
Matheus Bigogno/Canaltech

Mensagens temporárias não são mais uma novidade no WhatsApp, mas o mensageiro do Facebook estuda torná-las mais versáteis. O conteúdo autodestrutivo poderá ter prazo de validade de até 24 horas após o envio, uma alternativa a atual validade de sete dias. Quem antecipou a novidade foi o site WABetaInfo.

Antes, a mesma publicaçãço havia sinalizado que o WhatsApp poderia adicionar o prazo mais curto como um substituto ao padrão de sete dias. Agora, o site confirmou que o limite de um dia seria uma alternativa disponível a partir das configurações.

(Captura: Reprodução/WABetaInfo)

O esquema continua o mesmo: assim que as mensagens temporárias forem ativadas, todo o conteúdo enviado a partir daquele momento passa a ter validade — com a novidade, de 24 horas ou uma semana. Passado o período, a conversa é apagada automaticamente, preservando somente o papo batido antes da ativação do recurso.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ainda assim, as mensagens autodestrutivas não afetam fotos ou vídeos. Para isso, o WhatsApp trabalha em outra ferramenta que permite a visualização única do conteúdo. Tanto as mídias quanto o prazo de 24 horas parecem estar em desenvolvimento e não estão disponíveis nem mesmo na versão Beta do mensageiro.

Por enquanto, não há previsão para o lançamento do prazo mais curto ao público geral. O WABetaInfo não menciona o estágio de desenvolvimento do recurso, mas ele já apresenta interface gráfica pronta para o usuário final. Provavelmente, o WhatsApp implementará as opções para o programa de acesso antecipado para Android e iOS para só depois chegar à versão final. Ainda assim, há sempre a possibilidade dele ser despachado de primeira para todo o público.

Fonte: WABetaInfo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.