WhatsApp Web terá camada extra de segurança ao ser vinculado a novos PCs

Por Felipe Junqueira | 28 de Janeiro de 2021 às 05h00
Reprodução/Marcos Paulo Prado (Unsplash)
Tudo sobre

WhatsApp

Saiba tudo sobre WhatsApp

Ver mais

O WhatsApp vai adicionar uma nova camada de segurança na hora de conectar uma conta do mensageiro às suas versões web ou desktop. Nas próximas semanas, o app passa a solicitar a confirmação da identidade do usuário por meio de autenticação biométrica, quando o tal recurso estiver disponível no celular.

Ao tentar vincular seu perfil a um app de Mac ou Windows ou ao WhatsApp Web, será exigida a validação biométrica por reconhecimento facial ou impressão digital antes da leitura do código QR. Segundo a empresa, o recurso reduz a chance de outra pessoa conectar sua conta do WhatsApp em um dispositivo sem a sua permissão.

O aplicativo mantém notificações de novos dispositivos vinculados à sua conta, bem como a possibilidade de desvincular aparelhos diretamente do seu telefone. Assim, caso você desconfie de alguma conexão indevida, pode desconectar o aparelho a qualquer momento na opção WhatsApp Web dentro do app para celular.

Como funciona

Ao tocar em 'conectar um aparelho', app pedirá autentiação biométrica antes de abrir a câmera para ler o código QR (Imagem: Divulgação/WhatsApp)

No caso de o seu celular estar configurado com um bloqueio biométrico, será preciso fazer o desbloqueio antes de acessar a leitura do QR Code para vincular a conta a um novo dispositivo. Depois da identificação, a conexão segue da mesma maneira que sempre foi, bastando apontar a área designada de sua câmera ao símbolo na tela do novo dispositivo para completar o processo.

O WhatsApp informa que não terá acesso às suas informações biométricas, e a leitura e desbloqueio serão realizadas pelo próprio sistema operacional do smartphone. Segundo a empresa, serão utilizadas as mesmas APIs de autenticação biométrica padrão usadas por outros aplicativos seguros, como aplicativos bancários.

A plataforma ainda prometeu mais funcionalidades para as versões do aplicativo no Mac e Windows, assim como o WhatsApp Web. “Queremos que o WhatsApp Web e o desktop sejam tão robustos quanto o nosso aplicativo para celular, para que as pessoas possam se comunicar de maneira privada e segura como for mais conveniente para elas, nas mãos ou no computador”, diz nota da empresa, sem dar nenhuma dica do que podemos esperar para os próximos meses.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.