Novo recurso da Uber identifica paradas longas e abre funções de proteção do app

Por Rafael Arbulu | 21 de Janeiro de 2020 às 14h39
uber
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

Uma ferramenta que a Uber apresentou durante evento em novembro finalmente chega para os usuários da plataforma no Brasil: batizada de U-Ajuda, a nova função identifica eventos imprevistos durante uma corrida e pode iniciar recursos de checagem de segurança para averiguar se está tudo em ordem com motorista e passageiro.

O funcionamento, de uma forma generalista, é bem simples: imagine que você está em uma via descongestionada mas, por alguma razão, o carro teve que parar, por qualquer motivo. Por meio do monitoramento ativo da plataforma, a Uber vai entrar em contato com o motorista e o usuário, enviando mensagens automáticas para saber se aconteceu algo, além de direciona-los às ferramentas de segurança do aplicativo, como chamada direta para a polícia, compartilhamento de rota com contatos da agenda ou até mesmo abrir um canal com a central de atendimento da empresa.

(Imagem: Divulgação/Uber)
(Imagem: Divulgação/Uber)

“A nossa visão é que a tecnologia pode ajudar a melhorar a segurança de todos que desejam se locomover. Acreditamos que toda viagem deve ser tranquila, mas também sabemos que imprevistos acontecem. É para eles que desenvolvemos o U-Ajuda, que permite esse acesso rápido à ferramentas que lançamos nos últimos anos como ligar diretamente para a polícia ou compartilhar a viagem”, explicou Marcello Azambuja, diretor do Tech Center da Uber no Brasil.

A novidade se vale dos sensores do smartphone e o GPS de identificação da rota estipulada no momento em que o usuário pede pela corrida. Segundo a Uber, isso adiciona mais uma camada de segurança para seus parceiros e consumidores.

O U-Ajuda é a primeira de algumas funções que a Uber tem planejada para o ano de 2020, embora não confirme a previsão de chegada para cada uma delas. Dentre as novidades, destacam-se a U-Áudio (gravação de áudio da viagem, como evidência para o caso de ocorrer algum problema, para motoristas e passageiros), a verificação de documentos, que já está em funcionamento no Chile e escaneia a identidade do usuário para evitar o uso do app por pessoas mal intencionadas; a U-Selfie, recurso de identificação do motorista que exige que ele, além da selfie normal, realize movimentos pedidos pelo app para assegurar a autenticidade; e o U-Código, uma senha de quatro dígitos que o usuário deverá informar ao motorista antes que este inicie a viagem.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.