Usuários do MetrôRio poderão pagar passagem com Apple, Google e Samsung Pay

Por Thaís Augusto | 29 de Abril de 2019 às 17h56

Uma novidade anunciada pelo MetrôRio nesta segunda-feira (29) promete acabar com filas em bilheterias e em pontos de recarga de cartões de transporte. A partir desta semana, usuários poderão pagar a passagem com soluções de pagamento por aproximação, incluindo Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay.

A tecnologia será aceita em todas as 41 estações de metrô administradas pelo MetrôRio. Antes, o passageiro tinha a opção de comprar um bilhete unitário ou precisava estar com seu Bilhete Único ou um dos cartões do MetrôRio para embarcar.

Se decidir pagar pela passagem com as carteiras digitais, os usuários deverão apenas aproximar o smartphone da catraca, confirmar a operação a partir de alguma verificação de segurança e, em seguida, passar pela roleta. Pulseiras, relógios e cartões de crédito com a tecnologia NFC (Near Field Communication) também serão aceitas. No caso do cartão de crédito, o usuário deve solicitar ao seu banco uma nova via com o chip habilitado com a tecnologia.

Inicialmente, os pagamentos estarão restritos aos cartão de crédito com a bandeira Visa e aos bancos Bradesco e Banco do Brasil – mas uma expansão deve ser promovida pelo MetrôRio em breve para a aceitação de cartões de débito e pré-pago, além de outros bancos.

A empresa é operadora das linhas 1, 2 e 4 do metrô do Rio de Janeiro. Nem todas as catracas aceitarão o pagamento por aproximação – as que estiverem habilitadas com a tecnologia NFC receberão sinalização. A cobrança da tarifa será debitada diretamente na fatura do cartão de crédito, sem custo adicional ou taxas.

O MetrôRio recebe cerca de 900 mil passageiros em dias úteis. A tecnologia para permitir o pagamento por aproximação em catracas foi desenvolvida pela Visa. "A tecnologia é inovadora. É o primeiro lançamento deste tipo no mundo", disse o Country Manager da Visa, Fernando Teles. "Começamos pelo Rio de Janeiro, mas a tecnologia pode ir para qualquer outra cidade e qualquer outro meio de transporte. Este é inclusive um dos objetivos do projeto".

"É uma inovação que facilita a vida do cliente e também a operação do metrô. Assim, as pessoas podem seguir uma viagem sem problemas e mesmo turistas não enfrentam mais problemas com o idioma", afirmou o presidente do MetrôRio, Guilherme Ramalho, durante entrevista coletiva.

Em breve, os passageiros poderão adquirir cartões por aproximação na estação Central do Metrô em caixas automáticos da Saque e Pague. Os plásticos, emitidos pela BPP, serão pré-pagos, aceitos em qualquer estabelecimento Visa e podem ser recarregados.

No Brasil, desde o final do ano passado, o número de pagamentos por aproximação é de 1 milhão de transações por mês. Só no Rio de Janeiro, a modalidade registrou uma alta de 2000% no período de um ano, segundo levantamento da Visa.

Usando a tecnologia

Para utilizar o Apple Pay, os usuários devem abrir o aplicativo Wallet, realizar o registro do cartão e seguir as instruções na tela. Com o cartão registrado no aparelho móvel, basta realizar o pagamento em estabelecimentos com máquinas compatíveis com o Apple Pay, aproximando o aparelho da maquininha. As transações financeiras exigem a confirmação e autenticação por meio da leitura de impressão digital ou via Face ID, no iPhone X.

Os sistemas Google Pay e Samsung Pay funcionam de forma similar ao serviço da Apple – basta que os usuários cadastrem os cartões no aplicativo para começar a usar.

No caso da Samsung, o serviço também funciona com smartwatches da marca. Uma vantagem do sistema da Samsung é que ele conta com a tecnologia MST, que "simula" uma tarja magnética. Isso faz com que máquinas que não têm o NFC habilitado para o pagamento recebam esta modalidade da mesma forma.

Antes da transação ser confirmada, usuários da Samsung precisam confirmar a opção com uma autenticação biométrica e o uso de tokens como camadas adicionais de proteção contra fraudes, clonagens, golpes e outras atividades criminosas.

O Banco do Brasil começou a emitir cartões com a tecnologia por aproximação em 2009. Desde então, o banco disponibiliza cartões habilitados com o NFC para clientes específicos. Além disso, qualquer cliente BB que possua um Ourocard Visa pode pagar por aproximação ao cadastrar o número do seu plástico nas principais carteiras digitais existentes.

Neste ano, a expectativa do banco é emitir mais de 5 milhões de cartões por aproximação. Já o Bradesco conta com mais de 600 mil plásticos emitidos com a tecnologia.

Para confirmar se o cartão está habilitado com a tecnologia NFC, os clientes devem entrar em contato com o seu banco.

Fonte: Com informações do MetrôRio

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.