Telegram vai permitir reprodução de vídeos em velocidade acelerada ou reduzida

Telegram vai permitir reprodução de vídeos em velocidade acelerada ou reduzida

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 28 de Julho de 2021 às 11h54
Divulgação/Telegram

O Telegram continua na sua rotina de trazer novidades constantes e ditar o ritmo do mercado de mensageiros. Na nova versão 7.9.0 Beta, os desenvolvedores introduziram o suporte a compartilhamento de tela, o controle de velocidade de reprodução de vídeos e outras melhorias menores.

A possibilidade de mostrar a tela durante uma chamada individual ainda está meio capenga, mas já dá para ter uma ideia do que esperar. Ao iniciar a conferência, é preciso fazer uma “gambiarra” para que a novidade funcione: parar o vídeo atual, retomar e, aí sim, escolher a opção posicionada na parte inferior — tela do telefone, câmera frontal e câmera traseira.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Se a pessoa escolher a primeira opção, o Android começa a mostrar a mensagem de aviso da gravação de tela. Um ícone vermelho será exibido na parte superior do painel para confirmar o envio da tela para o seu interlocutor. Como está em fase de testes, o recurso deve engasgar bastante durante a sua execução.

Velocidade de reprodução dos vídeos

Se a aceleração de áudios já foi uma grande revolução, com os vídeos mais rápidos não deve ser diferente. Os novos controles permitem ajustar em 0,2x, 0,5x, 1x, 1,5x e 2x o ritmo da exibição de vídeos locais ou do YouTube.

Essas são as velocidades de reprodução (Imagem: Reprodução/Android Police)

Essa novidade deve oferecer liberdade para quem assiste a videoaulas ou tutoriais, por exemplo: reduz se precisar focar em algo e aumenta quando o assunto for menos relevante. Como será compatível com links externos, a versatilidade será ainda maior.

Ainda falando deles, o novo app vai permitir continuar com a visualização de mensagens em vídeos como se fossem vídeos tradicionais, em miniatura redonda, quando você rola a tela para baixo. Também foi inclusa uma opção para limpar o histórico de um bate-papo automaticamente quando ele completar um mês (antes o prazo máximo era uma semana), o que deve ajudar na questão da privacidade ao manter apenas as conversas mais recentes.

 Opção de apagar o chat após 1 mês (Imagem: Reprodução/Android Police)

Vale lembrar que esses recursos estão em fase experimental apenas para os usuários da versão beta. Como o app não tem um canal oficial nas lojas oficiais, o único jeito de baixá-lo é com o arquivo em separado da versão estável.

Gosta do Telegram? Qual adição foi a mais interessante? Deixe sua opinião.

Fonte: Android Police  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.