Publicidade

Telegram alcança 900 mi de usuários e pode se tornar lucrativo

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Abril de 2024 às 17h11

Link copiado!

Wichayada Su/Vecteezy
Wichayada Su/Vecteezy
Tudo sobre Telegram

O sucesso do Telegram atingiu novos patamares nesta quarta-feira (10). Segundo o criador e CEO do mensageiro Pavel Durov, o serviço alcançou a marca de 900 milhões de usuários mensais ativos. Além disso, a empresa está próxima a se tornar lucrativa após conquistar o fluxo de caixa positivo no começo de 2024.

900 milhões de usuários

As informações foram divulgadas pelo executivo em seu próprio canal na plataforma, conhecido como Du Rove’s Channel. Em uma publicação desta quarta-feira (10), Durov comemorou os 900 milhões de usuários mensais e informou ainda que, desse montante, metade utiliza o Telegram diariamente.

Continua após a publicidade

Essa não é a única conquista. No primeiro trimestre de 2024, a empresa teve fluxo de caixa positivo, ou seja, mais receita do que gastos e, segundo o executivo, está no caminho certo para se tornar lucrativo este ano.

“Isso solidifica a nossa posição como empresa independente que coloca os seus utilizadores em primeiro lugar”, disse Durov. O executivo não detalhou os resultados financeiros, mas é possível que a tração esteja relacionada às novas modalidades pagas do serviço, como o Telegram Premium e Telegram Business, que dependem de uma assinatura para funcionar. 

“Quando começamos a desenvolver o Telegram, há 12 anos, acreditávamos que as pessoas são inerentemente inteligentes”, comemorou o fundador. “E as pessoas inteligentes sempre escolherão a liberdade e a qualidade do Telegram em vez das restrições e da mediocridade dos aplicativos legados. Parece que estávamos certos.”

Durov também destacou, com base em dados da DataAI, que o aplicativo é o sexto mais usado e mais baixado do mundo.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Telegram libera monetização em canais

Além do próprio mensageiro, os seus usuários também poderão gerar receita com seus próprios conteúdos. No começo de abril, o Telegram liberou a monetização de canais de transmissão com pelo menos 1 mil inscritos, o que possibilita 50% da receita gerada a partir de anúncios exibidos nos chats.

Todo o pagamento será realizado através da plataforma de blockchain The Open Network (TON), que permitirá saques ou investimentos em outros recursos do mensageiro, como anúncios, nomes de usuário colecionáveis e mais.