Paired: novo app promove terapia e melhorias diárias para o relacionamento

Por Nathan Vieira | 02 de Outubro de 2020 às 23h30
Nathan Mcbride/Unsplash

Sem dúvidas, a ascensão da era digital trouxe mudanças para os relacionamentos interpessoais, e em tempos de pandemia, ajustar as ideias pode ser um desafio a mais na rotina de vários casais. Para dar um suporte nessa área, um novo aplicativo chamado Paired foi lançado na Austrália com a premissa de ajudar essas pessoas. Basicamente, o app combina dicas de áudio de especialistas com perguntas e testes diários que os parceiros respondem juntos.

O aplicativo foi testado na Austrália nos últimos seis meses e é apresentado como diferente da terapia tradicional de casais, que muitas vezes é prescrita para aqueles que estão à beira do divórcio. Basicamente, a ideia é que o Paired possa fornecer os passos necessários aos casais para melhorar o relacionamento diariamente.

Aplicativo faz perguntas diárias para os companheiros (Imagem: Divulgação/Paired)

Na prática, o app vai sugerindo que você e seu parceiro realizem pequenos passos positivos para melhorar seu relacionamento, e para colocar isso em vigor, trabalha com acadêmicos e terapeutas de relacionamento para criar questionários, cursos de áudio e dicas que ajudam a aprender mais um sobre o outro, resolver conflitos e construir intimidade. Os especialistas que colaboraram com a Paired incluem Dr. Pepper Schwartz, da University of Washington, os acadêmicos Mark Rivett e Hannah Sherbersky ,da University of Exeter e Dra. Terri Orbuch, professora da Oakland University e terapeuta de casamento e família.

Depois do download, o app questiona se você gostaria de emparelhar com seu parceiro para trocar respostas. Para habilitar isso, você recebe um código exclusivo para compartilhar. Como alternativa, você pode escolher emparelhar mais tarde ou apenas usar o aplicativo sozinho.

Em entrevista ao Tech Crunch, o CEO descreve a base de usuários do Paired como bastante ampla, composta de novos casais, alguns que estão juntos há muito tempo, casais de longa distância e pessoas que usam o aplicativo individualmente. A maioria tem entre 30 e 50 anos e usa o aplicativo com o parceiro. Por enquanto, o Paired ainda não está disponível no Brasil, e não há uma previsão para isso acontecer.

Tecnologia e relacionamentos

A tecnologia, seja por meio de aplicativos, redes sociais ou outros métodos, traz mudanças para os relacionamentos interpessoais (Imagem: Shawn Fields / Unsplash)

O Paired é apenas uma das provas de que a ascensão da era digital trouxe impactos para os relacionamentos. Segundo a Dra. Adriana Nunan, psicóloga e co-autora do livro Relacionamentos Amorosos na Era Digital (que acaba de ser lançado na versão e-book) a premissa por trás do Paired é fazer o que todo bom terapeuta de casal deveria fazer: apontar os pontos fortes e positivos da relação e, a partir daí, ajudar o casal a resolver os conflitos de uma forma mais produtiva.

Adriana ressalta que os benefícios da terapia de casal são inúmeros, inclusive menciona uma linha de trabalho chamada de Terapia Pré-Matrimonial, que consiste em uma terapia breve que discute temas importantes para qualquer casal antes do casamento e evita muitos mal-entendidos. "Pode parecer estranho, mas muitos casais evitam conversar sobre temas básicos antes do casamento, e os problemas aparecem depois".

A psicóloga não acredita que todo casal, necessariamente, deva fazer terapia juntos, assim como nem todo mundo se beneficia de terapia individual, mas observa que o importante é procurar ajuda assim que os primeiros problemas aparecem. "As pessoas demoram, em média, sete anos para procurarem ajuda e ficam acumulando mágoas durante todos esses anos. Depois de tanto tempo, a terapia de casal pode não ser eficaz para melhorar a relação", opina.

No entanto, a psicóloga afirma que uma boa comunicação entre o casal é fundamental. "Este é o primeiro ponto a ser investigado e trabalhado na terapia de casal, pois é fonte de inúmeros problemas. Como o casal se comunica (ou não se comunica), como resolvem conflitos, etc. É interessante notar que muitos dos nossos padrões de comunicação são trazidos da nossa infância (família de origem), então isso também precisa ser investigado. Ensinam-se técnicas para melhorar a comunicação entre o casal e após isso começamos a tratar outras questões", disserta a especialista.

Mas então vem uma questão: a tecnologia está mais ajudando ou mais atrapalhando a comunicação dos casais? Basicamente, depende de como ela é utilizada, segundo a psicóloga. "Antes da era da internet, você dependia do bom e velho telefone (geralmente a noite, quando sabia que a pessoa estaria em casa) ou em encontros ao vivo mesmo. O ideal é que qualquer discussão mais complexa seja feita ao vivo e o WhatsApp seja apenas usado para mensagens breves ou fofas", instrui.

Já na visão da psicóloga, o uso do Facebook e do Instagram dão margem a muitas discussões também e, sobretudo, a crises de ciúme, mas podem ser usados em prol do casal se são postadas fotos dos dois, por exemplo. "O sexting é outro bom exemplo. Se estou trocando mensagens de cunho sexual com terceiros, isto é, naturalmente, muito prejudicial para a minha relação, mas se envio textos e fotos picantes para o meu companheiro isto pode apimentar ainda mais a relação".

Por fim, Adriana traz dicas para os leitores do Canaltech lidarem com o desgaste do relacionamento: "Vale lembrar os motivos que fizeram com que você se apaixonasse por aquela pessoa, essas qualidades provavelmente ainda estão lá. Além disso, é importante ter em mente que o casal é um time, logo, devem atacar os problemas juntos e não um ao outro. Outra dica útil ao conversar é falar sempre na primeira pessoa", afirma. "Quando falamos de nós mesmos, de nossos sentimentos e desejos, o outro não se sente atacado e, provavelmente vai reagir muito melhor ao que temos a dizer. Ao ouvir o que o outro tem a dizer, realmente escute em vez de ficar pensando de antemão no que você irá responder de volta", completa a especialista.

Fonte: Tech Crunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.