Google Meet dobra número de downloads em 50 dias e chega a 100 milhões

Por Claudio Yuge | 06 de Julho de 2020 às 22h20
Google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

As videoconferências se tornaram muito mais importantes para o mundo desde o início do ano, graças ao distanciamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2). E as companhias que tinham soluções nesse sentido, como o Google, passaram a investir em softwares mais robustos e abrangentes. Como resultado, o Google Meet, antes conhecido por Hangouts, viu o número de downloads dobrar em 50 dias e chegar a 100 milhões.

O aumento expressivo, contudo, demorou um pouco para acontecer no Google Meet, que tinha foco corporativo quando foi lançado há três anos, enquanto o Duo e o Hangouts eram consideradas ferramentas mais adequadas para o consumidor final — até porque o Meet com mais recursos era pago.

Eis que veio o Zoom e mudou tudo, pois a plataforma oferecia muito mais participantes ao custo zero. Assim, em maio, o Google tornou o Meet gratuito para todos e, desde então, vem aumentando a capacidade e as funcionalidades da plataforma — inclusive integração com o Gmail. A manobra deu certo, e, segundo o monitoramento do AppBrain, a ferramenta da Gigante de Mountain View saltou dos 50 milhões de downloads em meados de maio para 100 milhões neste início de julho. O mesmo levantamento mostra que os usuários baixam atualmente o Meet 1 milhão de vezes ao dia.

O mercado dos apps de videoconferência segue aquecido e promete continuar bastante movimentado, já que muitas das práticas à distância devem continuar no período pós-pandemia.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.