Google Maps "trollado"? Homem trava rua com a ajuda de 99 celulares

Por Fidel Forato | 03 de Fevereiro de 2020 às 14h19
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Quantas vezes o Google Maps já te ajudou a chegar no horário marcado em um compromisso? Isso se torna essencialmente útil quando o app mostra a rota com menos tráfego até o seu destino. Nesses casos, é normal que o motorista escolha sempre as rotas que estão verdes, do que as que aparecem como vermelhas, já que as essas são sinônimo de congestionamento e de viagens muito mais longas.

O que ninguém esperava é que esse sistema tão sofisticado do Google Maps fosse facilmente "trollado" por um artista alemão. Simon Weckert alega ter transportado cerca de 99 smartphones, em um carrinho de mão, e com isso criou um falso engarrafamento no app de transportes. Com a alta concentração de aparelhos em um mesmo local, o sistema leu a região como congestionada.

Homem trolla sistema do Google Maps com 99 smartphones (Captura de vídeo: Reprodução Youtube/ Simon Weckert)

As ruas em que Weckert andou com seu carrinho estavam vazias, mas foram visualizadas como vias em vermelho no Google Maps. Essa mudança sempre acontecia quando o artista, em sua performance, chegava com os 99 aparelhos. Isso pode parecer uma simples brincadeira, mas, na realidade, poderia mudar de forma bastante intensa o tráfego de uma cidade, caso aplicada de outras maneiras.

Performance tecno-artística

De acordo com o artista de Berlim responsável pela façanha, "com essa atividade, é possível transformar uma rua verde em vermelha, impactando o mundo físico ao navegar em outra rota!", ou seja, a intenção era, artificialmente, transformar o mundo virtual, a partir de uma simulação da realidade. Isso porque "os mapas e modelos de mundo baseados em simulações do Google é que determinam a realidade e a percepção dos espaços físicos e o desenvolvimento de modelos de ação", defende Simon em outro post.

Em seu site, Wecker também explica que "procura avaliar o valor da tecnologia, não em termos de utilidade real, mas da perspectiva das gerações futuras. Ele quer aumentar a conscientização sobre o estado privilegiado em que as pessoas vivem na civilização ocidental e lembrá-las das obrigações associadas a esse privilégio", afinal essa é uma tecnologia muito útil, mas pouco discutida.

O experimento de Weckert é uma forma de ataque Sybil, um problema já conhecido na ciência da computação, no qual um invasor cria um grande número de identidades falsas para influenciar um serviço de rede. Além disso, dois pontos do experimento são, particularmente, preocupantes: primeiro, o ataque é extremamente simples de executar e, segundo, ele pode potencialmente afetar a infraestrutura do mundo real, como o trânsito em vias públicas.

Saiba mais sobre o Google Maps:

Verdade?

O artista não fornece detalhes técnicos sobre o experimento, por isso ainda não há comprovações sobre a veracidade do registro. O Google ainda não se pronunciou sobre o caso. No entanto, um dos responsáveis pela parte de engenharia do Google Maps, Torrey Hoffman, firmou Twitter que esse ataque pode ser possível.

Confira, a seguir, o vídeo em que o artista alega transformar uma rua sem movimento em um ambiente frenético, pelo menos na realidade do Google Maps:

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.