Google Maps Timeline 2019 mostra locais que você visitou; saiba como desativar

Por Felipe Junqueira | 10 de Janeiro de 2020 às 12h00
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Muita gente foi surpreendida neste início de 2020 ao receber um e-mail do Google Maps Timeline com os “destaques de 2019”. Trata-se de um resumo do seu histórico de viagens e deslocamentos durante o ano passado, baseado na localização do seu smartphone, como explica a própria mensagem.

“Você recebeu este e-mail porque ativou o Histórico de Localização, uma configuração da Conta do Google que salva os lugares visitados na sua linha do tempo particular”, diz o e-mail. A opção mencionada “salva os locais que você visita com seus dispositivos, mesmo que não esteja usando um serviço específico do Google, para fornecer mapas personalizados, recomendações com base nos lugares visitados e muito mais”.

Em outras palavras, na sua conta Google está ativada uma configuração que analisa e registra todo local por onde você passa. Esse histórico é usado pelo algoritmo para, entre outras coisas, localizar o seu smartphone em caso de roubo ou furto e mantê-lo atualizado sobre o trânsito nos seus deslocamentos diários.

Relatório do Google Maps mostra estatísticas de seus deslocamentos e locais visitados durante o ano (Captura de tela: Felipe Junqueira/Canaltech)

Além deste resumo anual, muitos usuários também recebem relatórios mensais — especialmente quem habilitou a opção de analisar estabelecimentos por onde passa. A diferença é que o resumo anual tem muito mais dados, como a distância que você percorreu durante todo o ano, quantas cidades diferentes visitou e por aí vai.

Se você não quer esse tipo de informação salva em um banco de dados da internet, até pode desligar o histórico, mas esses recursos serão afetados. Eles são ainda mais precisos se você salvar o seu local de residência e de trabalho. Mas é sempre bom lembrar que, quanto mais dados pessoais você tiver salvo na internet, mais informações um possível atacante consegue obter de você. É bom por um lado, mas, como tudo na vida, tem um risco.

Como desativar o histórico de localização do Google

No próprio e-mail enviado pelo Google há link para as configurações da sua conta tanto no começo como no final, em “gerenciar configurações” e “acessar controles de atividade”, respectivamente. Alternativamente, você pode entrar nas configurações de sua conta Google em qualquer serviço da empresa clicando na sua imagem de perfil no canto superior direito do navegador (em apps mobile a localização pode variar) e clicando em “gerenciar sua conta Google”.

Para desativar o recurso, siga os seguintes passos:

  • Vá nas suas configurações da conta Google. Essa opção aparece quando você clica ou toca na sua imagem de perfil em um serviço ou app da empresa;
  • Procure no menu à esquerda (ou no deslizante, se estiver em um app mobile) a opção Dados e personalização;
  • Desative a opção Histórico de localização.
Vá até as configurações do Google para "pausar" o histórico de localização (Captura de tela: Felipe Junqueira/Canaltech)

Ao desativar, o histórico vai aparecer como "pausado", o que significa que sua localização não será mais registrada pelo Google até que ative a opção novamente. Lembrando que, ao desativar esse recurso, o Google não poderá mais informá-lo sobre o trânsito em seus deslocamentos diários e nem encontrar o seu smartphone caso o perca.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.