Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Apple ameaça bloquear iMessage no Reino Unido em resposta à nova lei

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 20 de Julho de 2023 às 17h21

Link copiado!

Apple ameaça bloquear iMessage no Reino Unido em resposta à nova lei
Apple ameaça bloquear iMessage no Reino Unido em resposta à nova lei
Tudo sobre Apple

A Apple declarou que vai remover o acesso a apps de mensagens como FaceTime e iMessage no Reino Unido, caso seja aprovada uma proposta de alteração do Investigatory Power Act (IPA) que poderia enfraquecer o nível de segurança dos aplicativos.

O governo britânico quer atualizar os termos do IPA, em vigor desde 2016 no país, para obrigar as empresas de tecnologia a desativar os recursos de segurança de aplicativos — como a criptografia de ponta a ponta — de maneira mais imediata e sem avisar os usuários.

Essa proposta, ainda em revisão, daria ao Ministério do Interior o poder de exigir que os recursos de segurança sejam desabilitados a qualquer momento. Segundo o governo, a medida seria uma forma de reforçar a investigação em casos de abuso infantil, crimes, ameaças terroristas e compartilhamento de conteúdos ilegais.

Continua após a publicidade

Na lei atualmente em vigor, o pedido para desativar as funções de segurança precisa passar por uma revisão, com espaço para as empresas apelarem da decisão e solicitarem uma fiscalização independente.

Resposta da Apple

A Apple, no entanto, se opõe à proposta de alteração do IPAe afirma que não vai mudar a segurança de seus aplicativos — como fornecer um backdoor na criptografia de ponta a ponta — para atender um país específico, pois isso enfraqueceria seus produtos para os usuários de todo o mundo.

Segundo a empresa, as propostas “constituem uma ameaça séria e direta à segurança dos dados e à privacidade das informações” que afetariam também as pessoas fora do Reino Unido.

Ainda de acordo com Apple, tais alterações nos aplicativos exigiriam a atualização de software, e que, portanto, não poderiam ser realizadas “secretamente” sem avisar os usuários.

Além da Apple, representantes dos mensageiros WhatsApp e Signal também se opuseram a uma cláusula na Lei de Segurança Online que permite que o órgão regulador do país exija que as empresas instalem recursos para escanear material de abuso infantil em aplicativos de mensagens criptografadas.

O governo britânico abriu a consulta pública sobre as propostas de alteração ao IPA por um período de oito semanas.

Continua após a publicidade

Vale lembrar que a Apple já precisa se adaptar à Lei de Mercados Digitais da União Europeia que, entre outras coisas, a obriga a liberar a instalação de apps de fora da App Store no iOS.

Fonte: BBC