Após mudança na política de conteúdos, app do Tumblr retorna para a App Store

Por Rafael Rodrigues da Silva | 13 de Dezembro de 2018 às 23h05
Tudo sobre

Tumblr

Saiba tudo sobre Tumblr

Ver mais

E parece que as atividades do Tumblr já estão mais ou menos se normalizando. Depois de eo app da rede social ter sido removido da App Store, acusado de promover pornografia infantil, a empresa resolveu mudar completamente sua política sobre conteúdos adultos, e a mesma empresa que há bem pouco tempo pedia que artistas trouxessem para a plataforma suas obras que envolvessem sexo ou nudez, passou então a não mais aceitar qualquer conteúdo adulto no site.

Tudo isso aconteceu em um período de apenas dez dias, mas parece que os problemas do Tumblr com a Apple estão começando a serem solucionados. Ainda que o banimento de perfis que postem conteúdos adultos só se inicie no dia 17 de dezembro, só o fato de a empresa ter habilitado um algoritmo que identifica esse tipo de conteúdo já foi o suficiente para que a Apple disponibilizasse novamente o aplicativo em sua loja.

Por enquanto, o app ainda está listado com classificação para maiores de 17 anos por conter temas que sugerem ou mostram de maneira explícita sexo e nudez, mas essa classificação deverá diminuir assim que o banimento das postagens de conteúdo adulto for iniciada. Por enquanto, parece que a única coisa que o algoritmo do Tumblr tem feito é criar algumas situações tragicômicas, como marcar como conteúdo impróprio a foto de um vaso cujo formato pode ser vagamente parecido com o de um seio feminino, conforme relata a usuária abaixo.

Ainda assim, muitos usuários ainda temem pelo futuro do site. Afinal, o Tumblr possui uma comunidade enorme de artistas que utilizam a plataforma para expor seus trabalhos que envolvem nudez, ou ainda profissionais do mercado erótico que utilizam o site para se conectar com clientes. Muitos acreditam que a saída desses conteúdos do ar possam ser o primeiro sinal de decadência que levará ao fim do Tumblr — mas isso somente o tempo irá dizer.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.