90% dos acessos bancários no Brasil são feitos por celular, aponta pesquisa

Por Rui Maciel | 28 de Maio de 2020 às 14h30
Tudo sobre

Nubank

Saiba tudo sobre Nubank

Ver mais

Uma pesquisa realizada pela Comscore e divulgada na última quarta-feira (27) mostra que os celulares são o método preferido dos brasileiros para acessar os serviços bancários, com 90% dos usuários preferindo essa opção. Além disso, a categoria Financeiro está entre as dez mais procuradas e acessadas, com mais de 106 milhões de usuários únicos.

Pagar contas ou verificar saldos, por exemplo, substituiu outras atividades, quando o consumidor tem um smartphone ou tablet em suas mãos. Manter a vida financeira atualizada ficou à frente de temas como Esportes, Estilo de Vida, Viagens, Notícias e Pesquisa, com 9,6 milhões de minutos de navegação, superando outras categorias relevantes.

Fintechs aceleraram o avanço ao mobile

A pesquisa da Comscore abrange ainda a relevância das fintechs para um maior acesso aos serviços financeiros por meio dos smartphones. Isso porque a esmagadora maioria delas usam, quase que exclusivamente, aplicativos para o manuseio de seus serviços, de forma mais descomplicada, bem como o atendimento ao público. E hoje, isso vale tanto para as startups financeiras, quanto para os bancos mais tradicionais.

Prova disso é que o documento aponta, por exemplo, que no caso do Nubank, 98% dos acessos são feitos feitos por celular. E tradicional Caixa Econômica Federal registrou, na pesquisa, 10% dos acessos feitos por computador e 90% por celular.

Ainda no caso do Nubank - a mais popular entre as fintechs - 52% dos usuários de Nubank são mulheres e 48% são homens, sendo que 30% dos consumidores estão entre 25 a 34 anos. O Neon também possui maior relevância entre as pessoas de 25 a 34 anos (28%) e das regiões Sudeste (39%) e Nordeste (38%). Abaixo, você pode ver um perfil de diferentes concorrentes na categoria financeira:

Analisando o total de ações entre plataformas da categoria financeira, o documento verificou cinco milhões de ações das instituições do setor no Facebook, Twitter e Instagram durante o primeiro trimestre de 2020. O Nubank é a fintech mais engajada em reações, compartilhamentos e comentários nas redes sociais, seguido pelo Bradesco e a Caixa Econômica Federal.

A análise de Social Media mostra ainda que 50% das postagens na categoria de Finanças são fotos, representando 60% do total de ações (28.569) entre Janeiro a Março de 2020. A publicação de vídeos aparece logo após, com 29%. A frequência das postagens é três vezes por semana.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.