Tudo o que você precisa saber sobre o Android Q, o novo SO da Google

Por Rafael Rodrigues da Silva | 11 de Julho de 2019 às 15h30
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A cada semana que passa, nos aproximamos cada vez mais do lançamento do Android Q, a décima versão do sistema operacional móvel da Google. E, com uma data de lançamento tão próxima (provavelmente em agosto), já temos várias informações sobre o que esperar do novo Android — então vamos juntar em um único lugar tudo o que já sabemos sobre o sistema operacional da Google.

Quando ele será lançado?

Pelo cronograma da Google, o lançamento oficial irá ocorrer no terceiro trimestre deste ano — ou seja, em alguma data entre julho e setembro. Na terça-feira (10), a Google disponibilizou o quinto beta do novo Android para os smartphones da linha Pixel.

Considerando que, desde março, a empresa tem liberado um beta por mês, e ainda está previsto um sexto beta antes do lançamento oficial, há poucas chances de o sistema ser lançado ainda em julho, e o mais provável é de que o lançamento oficial aconteça entre o final de agosto e o começo de setembro.

Cronograma de lançamento do Android Q (Imagem: Google)

Além dos telefones da linha Pixel, o beta do Android Q também está disponível para outros vinte smartphones de doze fabricantes, incluindo o OnePlus 6T, o Xperia Z3 e o LG G8. O Beta já está público e é aberto para todos que possuem algum dos smartphones compatíveis com ele. Para se cadastrar e pode testar a versão Beta do Android Q, é só acessar o site de cadastro da Google.

O caso do nome

Um dos maiores mistérios do novo sistema operacional da Google é como ele será chamado. Por enquanto, a empresa o chama apenas de Android Q, mas a não ser que ela resolva mudar o padrão de nomenclatura, esse não será o nome oficial do novo Android.

Se a Google mantiver o padrão de todos os outros lançamentos, isso quer dizer que o nome oficial do novo Android será o de uma sobremesa que comece com a letra Q. Como você pode imaginar, não existem muitas sobremesas no mundo que iniciem com essa letra (incrivelmente, o Brasil é um dos países mais “abençoados” nesse sentido, com três sobremesas do tipo, como quindim, queijadinha e quebra-queixo).

Há um outro problema nisso: nenhuma das sobremesas que começam com Q são realmente doces conhecidos no mundo todo, como nas outras versões do Android, sendo praticamente todas elas doces regionais desconhecidos para a maior parte do mundo. Mas, desconhecido por desconhecido, com três competidores em potencial o Brasil tem uma boa chance de emplacar algum prato de nossa culinária como o nome do próximo Android.

O que muda no Android Q

Mas, claro, uma atualização no sistema operacional não é apenas uma mudança de nome, e cada nova versão do Android traz uma série de novas ferramentas e funções para os usuários. E, pelo que podemos ver a partir dos betas, as principais alterações foram:

Novo sistema de navegação

Android Q será o primeiro a abandonar os botões de navegação (Imagem: Android Central)

Pela primeira vez, a Google irá abolir a clássica barra de navegação na parte inferior da tela e utilizar um método totalmente controlado por gestos.

No Android Q, os botões de “voltar” e “home” foram totalmente abolidos da interface. Agora, se você estiver usando um app e quiser voltar para a página anterior, é só arrastar o dedo em algum dos cantos da tela. Se você arrastar o dedo para cima, será levado de volta para a tela inicial do aparelho, e se arrastar o dedo para cima e segurar ele sobre a tela, no fim do gesto irá abrir o menu de multitarefas.

De acordo com a Google, o novo sistema de navegação é uma evolução no design de apps da empresa, e faz mais sentido para o momento atual, em que estamos mais acostumados a arrastar o dedo sobre a tela do que apertar botões.

Modo noturno

Depois de anos de promessas, o Android Q finalmente trará o tão aguardado modo noturno não apenas para alguns apps específicos, mas para todo o sistema.

A opção pode ser facilmente ligada ou desligada pelo menu de configurações, e a Google já disponibilizou uma API que permitirá aos desenvolvedores fazer com que seus aplicativos também sejam ajustados para cores mais escuras quando o modo noturno estiver ligado.

Novas opções de tema

Android Q permitirá trocar a cor padrão da UI do sistema (Imagem: Android Central)

Uma das maiores vantagens do Android são as opções de customização que ele oferece, e tudo indica que o Android Q terá ainda mais opções nesse sentido.

Já no primeiro beta para desenvolvedores, foi encontrado um menu de configurações que permite mudar a cor padrão de toda a UI do sistema. A cor usada como padrão é o azul, mas será possível mudar ela também para preto, verde, roxo, “canela” (um marrom meio avermelhado), “oceano” (um azul meio esverdeado), “espaço” e “orquídea”.

Já no Beta 2, foi descoberta a existência de um app chamado “Pixel Themes”, que ainda não pode ser acessado, mas que tudo indica ser o local onde serão colocadas as ferramentas de customização da versão final.

Novo sistema de permissões

Uma das maiores preocupações recentes das empresas de tecnologia é a questão da privacidade dos dados do usuário, e por isso o Android Q terá um novo sistema de permissões que permitirá ao usuário ter um controle maior sobre o que cada aplicativo terá acesso no seu smartphone.

De acordo com a Google, será possível escolher se o usuário irá conceder permissão para o app acessar seus dados (por exemplo, sua galeria de fotos) a qualquer momento, apenas quando o app estiver em uso, ou nunca. Além disso, o usuário também poderá controlar com maiores detalhes cada um das permissões concedidas para os apps que utiliza, e será possível ordenar a lista de permissões pelo componente específico que ela tenta acessar (por exemplo, mostrar apenas os aplicativos que podem acessar o microfone do aparelho).

Transcrição de áudio em tempo real

Live Captions irá criar áudio transcrições de qualquer som que estiver sendo reproduzido pelo telefone (Imagem: Android Central)

A áudio transcrição é algo extremamente importante para que pessoas com dificuldades de audição possam aproveitar ao máximo qualquer forma de mídia em que o áudio é algo importante, como vídeos e podcasts.

Pensando nisso, o Android Q terá uma opção chamada “Live Captions”, que criará legendas em tempo real para qualquer tipo de áudio que esteja sendo reproduzido pelo aparelho, seja um vídeo do YouTube ou uma ligação telefônica. E o melhor: essa criação não necessita de uma conexão à internet para ser produzida, pois é desenvolvida pela própria biblioteca do sistema.

A opção pode ser habilitada ou desligada a qualquer momento no menu de configurações de acessibilidade, e deverá facilitar muito a vida de milhões de pessoas ao redor do mundo com problemas auditivos — ou pessoas sem deficiências auditivas, mas que simplesmente não podem ativar o áudio de um vídeo em um momento específico.

Compartilhar mais facilmente

Apesar de ser fácil de acessar, o atual menu de compartilhar do Android é bastante problemático, e demora pra carregar independente de quão rápido é o seu aparelho. A Google prometeu que o Android Q irá mudar isso, e ao escolher compartilhar um arquivo ou um link o menu de compartilhamento será aberto instantaneamente — o que deverá facilitar bastante no uso diário.

O novo Android também terá uma nova feramenta chamada de “atalhos de compartilhamento”, que permitirá que os donos de aplicativos criem uma nova opção de “compartilhamento rápido” no menu para que o usuário compartilhe algum arquivo de forma mais rápida ao escolher um app específico.

Por exemplo, ao ver uma postagem no Facebook, a empresa poderá criar um “atalho” que permitirá que você compartilhe essa postagem ainda mais rapidamente caso queira fazer isso pelo Messenger ou pelo WhatsApp, e demorando o tempo normal do Android caso você escolha qualquer outro app.

Suporte a smartphones dobráveis

Android Q já estará pronto para ser usado em smartophones dobráveis (Imagem: Samsung)

Tudo indica que 2019 será o ano em que os smartphones dobráveis se tornarão uma realidade no mercado, e o Android Q já está preparado para essa revolução.

De acordo com a Google, o Android Q trará uma série de soluções específicas para esses tipos de aparelhos. O sistema não apenas já está pronto para mudar o modo como os aplicativos são mostrados, dependendo do tamanho da tela, como ainda existem opções que permitem pausar e continuar o funcionamento de mais de um app ao mesmo tempo por conta do dobrar ou desdobrar da tela, o que deverá ajudar bastante os desenvolvedores a preparar seus apps para a nova geração de dispositivos dobráveis.

Fonte: Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.