Google celebra adoção mais rápida do Android 10 — mas e a fragmentação?

Por Felipe Junqueira | 10 de Julho de 2020 às 13h11
Felipe Junqueira

O Google divulgou recentemente que o Android 10 alcançou a marca de 100 milhões de instalações em apenas cinco meses, tempo recorde entre todas as versões do sistema operacional. O número assim, isolado, parece mostrar avanços na briga contra a fragmentação do SO, mas será realmente uma vitória?

De acordo com a Gigante das Buscas, a versão mais recente hoje do sistema alcançou a marca em 150 dias — cerca de 5 meses. O Android Pie demorou mais de 200 dias para chegar a esse número, enquanto o Oreo levou mais de 300. Considerando o número absoluto, realmente é um recorde, mas há cada vez mais dispositivos Android ao redor do mundo e o ideal seria analisar as porcentagens.

Infelizmente, o Google não divulga mais os dados de distribuição das versões do seu sistema, aí é preciso recorrer a dados não oficiais, como o StatCounter, cuja amostragem é grande, mas não muito científica.

Gráfico que mostra número de dispositivos que rodam versão do Android por dia após o lançamento (Imagem: Reprodução/Google)

Fragmentação em queda

Em março, o Canaltech mostrou, usando os dados da StatCounter, que a fragmentação realmente está em declínio nas últimas versões, sinal de que ferramentas como os projetos Treble, iniciado no Oreo, e Mainline, iniciado no 10, realmente ajudaram a acelerar os updates. Na época, o Android 10 ainda não aparecia no gráfico, apesar de já estar, segundo o Google revelou agora, em mais de 100 milhões de dispositivos.

Olhando hoje, a plataforma atualizou os números e passou a incluir o Android 10, que estava, segundo os dados disponíveis, em cerca de 7,9% dos celulares e tablets com o sistema do Google ao redor do mundo. Isso mudou a porcentagem de todas as versões, mas as posições se mantiveram, com a mais recente entrando no Top 5:

  1. 9 Pie - 41,2%
  2. 8.1 Oreo - 12,1%
  3. 6.0 Marshmallow - 6,0%
  4. 8.0 Oreo - 7,9%
  5. 10 - 7,8%

Claro que devemos ter em mente que os dados da StatCounter não são precisos, mesmo com uma taxa de amostra bem grande, mas dá para ter uma ideia.

Distribuição do Android em julho (Imagem: Reprodução/StatCounter)

Adoção mais rápida

Pelos próprios dados da StatCounter, em cinco meses o Android 9 estava instalado em menos de 3% dos celulares e tablets do robozinho. No mesmo período depois do lançamento, o Oreo havia atingido apenas 1% dos dispositivos que usam o sistema do Google, ou seja, mesmo considerando as porcentagens, a fragmentação está realmente em queda. A atualização do sistema finalmente começa a chegar mais rapidamente ao usuário.

É um pouco injusto comparar com o iOS, mas impossível não fazer ao menos a menção. A Apple conseguiu, em apenas 30 dias após o lançamento do iOS 13, que 600 milhões de dispositivos adotassem a versão mais recente. Atualmente, 81% dos iPhones no mundo já rodam o iOS 13.

É bem mais fácil quando uma única empresa controla toda a cadeia, claro. O Android é muito mais aberto, e não depende somente do Google para chegar ao usuário, e a empresa tem se esforçado para reduzir essa diferença entre a adoção de novas versões do seu sistema em comparação com o da Apple.

Para fechar os dados, atualmente o Android 10 roda, segundo a StatCounter, em 24% dos dispositivos do robozinho. Está atrás apenas do Android 9 Pie, que tem fatia 31,1%. Já é um grande avanço.

Fonte: Google  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.