Android 11 terá 3 ícones diferentes para diferenciar 5G; veja quais são

Por Diego Sousa | 21 de Maio de 2020 às 23h30
Reprodução/TechRadar
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

O Google adicionou uma nova funcionalidade no vindouro Android 11 que, pelo menos na teoria, promete ajudar usuários a entender visualmente as diferenças entre as faixas sub-6GHz 5G, mmWave 5G e LTE Advanced Pro. A partir da próxima versão do Android, prevista para o 2º semestre deste ano, todos os celulares com 5G exibirão um dos seguintes ícones — dependendo da disponibilidade de sua operadora:

  • sub-6GHz: 5G;
  • mmWave: 5G+;
  • Advanced Pro LTE: 5Ge;
  • LTE com agregação de operadora: LTE+.

Salada de 5G

Enquanto governo, operadoras de telefonia e empresas discutem quando pretendem implementar o 5G no Brasil, a salada do 5G não deverá afetar os brasileiros até, pelo menos, 2021. De qualquer forma, a tecnologia é comercializada em duas faixas principais: sub-6GHz e mmWave.

A principal diferença entre as faixas sub-6GHz e mmWave são as frequências. Como o nome indica, o sub-6GHz opera em frequências entre 3 e 6 GHz, que é levemente superior ao 4G. Já o mmWave (ondas milimétricas) ultrapassa a casa dos 24 GHz. No entanto, apesar de mais rápida, o mmWave percorre distâncias mais curtas, e isso significa maior custo de implementação. Leia mais este assunto na matéria abaixo:

Como aponta o site Android Authority, nos Estados Unidos, por exemplo, a empresa de telecomunicação AT&T oferece os dois tipos de 5G aos seus consumidores, mas com maior cobertura de rede na frequência sub-6GHz. Além disso, a empresa disponibiliza o LTE Advanced Pro (5Ge), que é basicamente a conexão 4G com velocidades um pouco mais rápidas — no Brasil, ela já está disponível como "4,5G".

Galaxy S20 Ultra é um dos modelos 5G disponível nos Estados Unidos (Foto: Reprodução/PCMag)

Já a Verizon oferece apenas a frequência mmWave, em modelos como OnePlus 8, LG V60 ThinQ e Galaxy S20 Ultra. Nesse caso, apenas o ícone "5G+" aparecerá a seus usuários, facilitando a identificação.

Fonte: Google; Android Authority  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.