Reguladores europeus podem acabar com os cabos Lightning da Apple

Por Patrícia Gnipper | 07 de Agosto de 2018 às 21h30
TUDO SOBRE

Apple

Enquanto os smartphones e tablets com Android têm uma conexão microUSB ou USB Tipo-C como padrão, a Apple aposta em cabos com tecnologia própria em seus dispositivos. Atualmente, o padrão da Maçã é o cabo Lightning, mas reguladores da União Europeia podem exigir que a Maçã aceite usar o padrão do restante da indústria, o que seria o fim do Lightning.

Esse mesmo grupo de reguladores foi responsável em emitir US$ 5 bi em multas antitruste para a Google — ou seja, não brincam em serviço. Voltando um pouco na história dos smartphones, no início dessa era havia todo tipo de carregador, com os mais diversos formatos, adotados pelas fabricantes. O inconveniente era tanto, que, com o tempo, a indústria acabou aceitando padronizar os conectores.

Tudo aconteceu em 2009, quando a União Europeia promoveu um memorando sobre os principais nomes da indústria de smartphones, expressando uma intenção de harmonizar os carregadores dos modelos lançados a partir de 2011. Empresas como Samsung, Huawei e Nokia assinaram o acordo, e, surpreendentemente, a Apple também se mostrou favorável na época.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Contudo, o ano já é 2018 e ainda temos iPhones e iPads que não aceitam cabos microUSB ou USB Tipo-C. Segundo Margrethe Vestager, reguladora da UE, "a Comissão lançará em breve um estudo de avaliação de impacto para avaliar os custos e benefícios de diferentes outras opções" de carregadores para padronizar a indústria, a Apple queira, ou não.

Este estudo ajudará os reguladores a decidir se será necessário tomar medidas rigorosas para que os carregadores de todas as marcas enfim se tornem universais. Contudo, para os novos iPhones de 2018, nada deve mudar: os aparelhos serão anunciados já no próximo mês, e certamente trarão o conector Lightning como os da geração passada.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.