Club 3D lança primeiro cabo USB-C 2.1 com suporte a recarga de 240 W

Club 3D lança primeiro cabo USB-C 2.1 com suporte a recarga de 240 W

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 03 de Maio de 2022 às 09h19
Envato/puhimec

A fabricante holandesa Club 3D acaba de lançar o primeiro cabo USB-C do mundo a comportar tecnologia Power Delivery de recarga com potência de 240 W. Disponível em três versões, o acessório embarca a revisão 2.1 de especificações para cabos que inclui o recurso necessário para atingir tal potência, e pode abrir caminhos para que notebooks gamer e outros dispositivos de alto desempenho possam ser recarregados diretamente pelas portas USB-C.

Club 3D lança primeiro cabo USB-C com recarga de 240 W

Os três novos cabos da Club 3D entregam até 240 W (48 V/5 A) de transmissão de energia utilizando o protocolo Power Delivery (PD), compatível com uma ampla gama de dispositivos. Para isso, os acessórios tiram proveito do Extended Power Range (EPR), integrado à revisão 2.1 de cabos USB-C — esses são os primeiros cabos a seguir as novas especificações, que aumentam em mais de duas vezes a potência fornecida pelas revisões anteriores, limitadas a 100 W.

Com a estreia desses modelos, que devem ser seguidos por soluções de outras marcas em breve, portas USB-C finalmente passam a entregar potência suficiente para recarregar aparelhos que requerem mais energia. Notebooks gamer ou workstations portáteis de maior desempenho devem ser os principais beneficiados: esses aparelhos costumam trazer fontes com conexão proprietária para atingir 230 W ou mais, devido às limitações dos cabos USB-C atuais.

Os novos cabos da Club 3D são os primeiros do mundo a atender à revisão 2.1 de cabos USB-C (Imagem: Reprodução/Club 3D)

As novidades da Club 3D são identificadas pelos números de modelo CAC-1576, CAC-1575 e CAC-1573 e, além do PD de 240 W, atendem a diferentes propostas. Mais encorpado dos três, com 1 metro de extensão, o CAC-1576 opera no protocolo USB 4 Gen 3x2, entregando taxa de transferência de 40 Gbps, mesma do Thunderbolt 4 da Intel. Junto a envio de arquivos com altas velocidades, isso permite a conexão de monitores 8K a 60 Hz ou 4K a 120 Hz.

Com 2 metros, o CAC-1575 é a variante intermediária, operando em USB 4 Gen 2x2, com taxas de transferência de 20 Gbps, o que o limita a fornecer vídeo para monitores até 4K a 60 Hz, junto ao envio de arquivos. O CAC-1573, também de 2 metros, é o mais modesto entre as novidades, trabalhando com USB 2.0 — isso o limita a taxas de transferência de apenas 480 Mbps, sem suporte a vídeo.

Apesar da estreia dos cabos, ainda não há carregadores nem mesmo dispositivos compatíveis com a nova revisão, impossibilitando que a capacidade de 240 W seja atingida. Ainda assim, os cabos podem ser utilizados normalmente por serem retrocompatíveis com revisões anteriores, e são um marco importante para que a maior potência de recarga comece a se popularizar.

Especificação dos cabos é diferente da conexão

A revisão 2.1 para cabos USB-C foi publicada pela USB-IF, órgão internacional responsável por gerenciar a conexão USB, em maio do ano passado. A principal novidade foi a adição do EPR para suportar o Power Delivery de 240 W, o que gerou algumas mudanças nos cabos: com o aumento da tensão para 48 V, não é mais possível utilizar pinos para aterramento.

Cabos USB-C que atendam à revisão 2.1 devem conter um dos logos acima, de acordo com as capacidades que entregam (Imagem: USB-IF)

Para contornar isso, os cabos USB-C 2.1 embarcam um marcador pelo qual os dispositivos interrogam o acessório para saber quanta corrente pode ser transferida sem que danos sejam causados tanto ao cabo quanto ao próprio aparelho. Apesar da confusão de números, uma das maiores críticas ao protocolo USB, é importante frisar que a revisão 2.1 refere-se apenas aos cabos — a conexão em si atende a outro conjunto de especificações.

Fonte: Club 3D, Tom's Hardware

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.