O que é e como funciona o registro do Windows?

Presente em nossas vidas desde o Microsoft Windows 3.1, o "Registro do Sistema" ainda é visto como uma funcionalidade bastante misteriosa (e até perigosa) para a maioria das pessoas. Poucos sabem o que ele é e muito menos qual a sua real função, e uma simples alteração mal planejada pode comprometer todo o sistema.

Mas não tenha medo! O Canaltech criou um artigo dedicado a explicar o seu funcionamento e como utilizá-lo para personalizar o seu sistema.

O registro é na verdade um banco de dados do sistema que armazena todas as configurações dos aplicativos que instalamos. Sempre que trocamos um papel de parede, instalamos um reprodutor de vídeo ou trocamos o nosso navegador padrão de internet, efetuamos modificações nesse banco de dados para que o Windows as salve e saiba como queremos que ele funcione.

Quando abrimos o Editor de Registro do Windows (digitando "regedit" no campo de busca do Menu Iniciar) estamos na verdade abrindo uma interface que reúne cinco arquivos localizados na pasta "C:Windowssystem32config", que juntos armazenam todas as configurações do sistema.

Arquivos que juntos formam o Registro do Windows

Chaves de registro:

Todas essas configurações são editadas através de chaves, também conhecidas como Hives, que são a unidade padrão de informação do registro. Por padrão, o Windows utiliza de 5 a 7 chaves principais que se subdividem em várias outras de uma forma semelhante às pastas que estamos acostumados no Windows Explorer, cada uma referente à configuração de uma parte do sistema acompanhado de uma chave. Cada uma dessas sub-chaves possui um valor, e a mudança aqui é o que efetivamente realiza uma alteração. No Windows 7 temos cinco chaves principais:

  • HKEY_CLASSES_ROOT (HKCR): presente nas versões atuais do Windows apenas para manter a compatibilidade com programas mais antigos, da geração 16 bits (dos tempos do DOS), HKEY_LOCAL_MACHINESOFTWAREClasses.
  • HKEY_CURRENT_USER (HKCU): é uma sub-chave de HKEY_USERS, contendo todas as configurações do usuário logado no sistema.
  • HKEY_LOCAL_MACHINE (HKLM): chave mais importante do registro, guarda todas as informações que o sistema operacional precisa para funcionar e de sua interface gráfica. Utiliza o arquivo SYSTEM para armazenar essas configurações.
  • HKEY_USERS (HKU): guarda as configurações de aparência do Windows e as configurações efetuadas pelos usuários, como papel de parede, protetor de tela, temas e outros, utilizando o arquivo USER para armazenar essas informações.
  • HKEY_CURRENT_CONFIG (HKCC): salva os perfis de hardware utilizados pelo usuário. Como normalmente só é utilizado um perfil, o valor da chave é HKEY_LOCAL_MACHINECONFIG�00.

Por exemplo, observe na imagem abaixo onde fica armazenada a configuração de linguagem do Adobe Reader no Windows:

Caminho no registro para ver as configurações de linguagem do Adobe Reader

Confira abaixo algumas dicas de como manter o registro sempre limpo e rápido e algumas modificações manuais que afetam o comportamento global do sistema:

Backup manual do registro:

Clique em "Arquivo" e depois em "Exportar" para salvar uma cópia do estado atual do registro. Caso o seu computador comece a apresentar problemas futuramente, basta restaurar esse arquivo clicando em "Arquivo" e "Importar".

Exportar o registro do Windows para backup

Alguns programas de limpeza de registro, como CCleaner e Advanced SystemCare Free fazem isso após a sua varredura para ter uma cópia de segurança caso alguma chave importante seja deletada.

Desfragmentação e Limpeza:

O uso normal do computador causa fragmentação das informações no registro da mesma forma que acontece com os discos rígidos, sendo altamente recomendado desfragmentá-lo com uma certa frequência para manter o seu computador sempre com o máximo desempenho. O mesmo acontece com o seu tamanho, pois quando mudamos alguma configuração ou desinstalamos algum programa o Windows não remove as chaves inutilizadas (conhecidas como chaves órfãs) do jeito que deveria.

Para isso, existem alguns programas especialistas nessa função, como o Auslogics RegistryCleaner, CCleaner, Advanced SystemCare Free, Comodo System Cleaner, Mr. RegClean, MV RegClean e outros.

Desabilitar a reinicialização automática após a instalação de novas atualizações:

Um comportamento que frusta bastante muitos usuários é a reinicialização automática do Windows, pois ela costuma acontecer antes de termos tempo de salvar o que estamos fazendo ou mesmo quando não estamos por perto.

Se você também se incomoda com essa característica, acesse a chave:

HKEY_LOCAL_MACHINESoftwarePoliciesMicrosoftWindowsWindowsUpdateAU

E altere o valor que aparece em NoAutoRebootWithLoggedOnUsers de 0 para 1.

E você, já havia utilizado o registro do Windows para fazer alguma tarefa?