Microsoft revela novo menu Iniciar e recebe críticas nas redes sociais

Por Rafael Arbulu | 08 de Abril de 2020 às 15h10
(Imagem: Divulgação/Microsoft)
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Já vão meses desde que a Microsoft anunciou a reformulação do design de vários aspectos do Windows 10, sendo o principal deles o novo visual do menu Iniciar. No último dia 6, pelo seu perfil no Twitter, a empresa publicou um vídeo de apresentação de como vai ficar o resultado final dessa empreitada e... Bem, digamos que ela não foi unânime entre os internautas.

Basicamente, o vídeo mostra de forma midiática o que a Microsoft já vinha falando por todos os seus canais: o novo menu Iniciar contará com uma ênfase maior em seus ícones, eliminando o caráter textual e trazendo bordas arredondadas, com um aspecto parecido com desenhos em 3D. É mais fácil você assistir ao vídeo:

A ideia é que a reestilização do menu Iniciar siga o mesmo padrão visto em algumas aplicações que já seguem a nova iconografia, como o E-Mail ou o Microsoft Office. Entretanto, as mudanças planejadas pela empresa de Redmond não vêm sendo muito bem recebidas: alguns usuários responderam ao vídeo publicado pela dona do Windows 10 de forma relativamente desfavorável:

"POR QUE vocês estão removendo os indicadores de texto!?! POR FAVOR me digam que isso é OPCIONAL e não PADRÃO!?!?

Quando estamos prestando suporte técnico, vocês sabem o quão frustrante é uma pessoa não iniciada em tecnologia selecionar um ícone sem texto???

Além disso, nem tudo tem um ícone apropriadamente único"

"Esse cinza é horrível. Espero que vocês eventualmente nos permitam customizar isso e torná-lo preto, tal qual qualquer tema escuro deveria ser. Senão eu provavelmente vou acabar usando um menu Iniciar alternativo :/"

Majoritariamente, as reclamações estão centralizadas na suposta falta de recursos para consumidores não iniciados no ramo tecnológico, embora alguns tenham sinalizado desgosto por questões estéticas. Em ambos os casos, os consumidores pedem que as alterações sejam opcionais, algo que a Microsoft ainda não confirmou em definitivo. Até o momento, sabe-se apenas que a apresentação em blocos, muito atrelada ao finado Windows Phone, será removida, porém não abandonada: usuários poderão utilizá-la em algum grau.

O que não se sabe ainda é quando essas mudanças tomarão seu curso: a Microsoft confirmou que isso se dará em alguma atualização de grande porte ainda este ano, mas os arquivos mais próximos, segundo usuários participantes de testes beta da empresa, não dão conta dessa mudança acontecer. E não se sabe também se a pandemia do novo coronavírus trouxe ou trará alguma disrupção no calendário da empresa.

Fonte: Microsoft  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.