Qual a importância dos serviços do Windows?

Por Douglas Ciriaco | 19 de Fevereiro de 2015 às 07h53
photo_camera Ice Desk

Não importa o motivo, se você já chegou à tela onde estão listados os serviços em funcionamento no Windows, provavelmente ficou sem entender muita coisa. Não se assuste, pois é provável que a maioria dos usuários do sistema operacional da Microsoft mal saibam da existência de cada uma dessas entradas, que, de alguma forma, ajudam a manter tudo funcionando bem no computador.

Os nomes nada convencionais que cada serviço recebe também colaboram para a “má fama” desses recursos, visto que, normalmente, não dizem nada sobre qual a sua função e acabam gerando uma série de dúvidas. É possível que você já tenha inclusive encerrado alguns deles com o receio de que algo de suspeito estivesse acontecendo em seu PC, mas essa nem sempre é a solução ideal.

E para que servem os serviços do Windows?

Os serviços são aplicações especiais que rodam em segundo plano para garantir a funcionalidade de outros recursos do sistema operacional e demais softwares instalados em um PC. Suas funções variam, sendo que cada um deles desempenha um papel específico em todo esse processo. Eles podem até mesmo ser carregados antes do sistema chegar à área de trabalho — caso daqueles cuja atuação é fundamental para o Windows continuar funcionando perfeitamente.

Até o Windows XP, os serviços podiam emitir notificações na área de trabalho, recurso que foi desabilitado na versão seguinte do sistema, o Vista. Isso torna a presença deles quase imperceptível ao usuário, demandando atenção apenas quando algo precisa ser resolvido neste setor do sistema.

Acessando a tela de serviços

Para ver todos os serviços rodando no seu computador, use o atalho Tecla do Windows + R e digite o comando services.msc. A partir do Windows 8, a Microsoft resolveu adicionar um grande detalhamento de cada entrada neste painel, algo que ajuda a selecionar melhor aqueles que podem ou não ser encerrados.

É por ali que você pode realizar inúmeras atividades relacionadas a eles. Um duplo clique vai abrir a tela de propriedades de um serviço, permitindo que você ative as notificações na área de trabalho (desabilitadas por padrão), defina recursos de restauração e também a forma como o serviço será (ou não) ativado.

Isso é importante e deve ser feito com cuidado, afinal uma boa pesquisa antes de desativar um serviço suspeito não faz mal a ninguém. Assim, você não corre o risco de desabilitar algo que pode comprometer o bom funcionamento do Windows e de outros programas instalados em sua máquina. Entretanto, uma faxina bem feita pode ajudar a deixar as coisas “mais leves” por aqui.

Serviços do Windows

Uma boa dica para casos de serviços suspeitos é marcar sua inicialização como manual em vez de automática ou optar pela desativação dele. Para fazer isso, basta acessar as configurações de um serviço (clique com o botão direito do mouse sobre ele e vá em “Propriedades”) e ativar a opção “Manual” na seção “Tipo de inicialização”.

Mas lembre-se: informe-se bem antes de realizar qualquer tipo de alteração para não danificar sua máquina.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.