Novo Apple Watch chega 2x mais potente, reconhece tombos e faz eletrocardiograma

Por Wagner Wakka | 12 de Setembro de 2018 às 15h02
Captura/Apple
Tudo sobre

Apple

O Apple Watch ganhou um novo modelo apresentado pela Maçã nesta quarta-feira (12), em evento na sede da companhia. Confirmando rumores, a Apple agora traz dois modelos de 40mm e de 44mm polegadas, maiores que os antecessores. Veja tudo o que o Watch Series 4 traz para 2018:

Saúde

Como os rumores apontavam, a Apple procurou investir mais em aparelhos voltados para saúde. A grande novidade aqui é a inclusão de um sistema de eletrocardiograma. Nele, o usuário só precisa posicionar o dedo sobre a coroa lateral para que uma onda elétrica faça a leitura de batimentos e informe se o usuário precisa buscar ajuda médica.

O sistema é feito por dois eletrodos, um na parte de baixo do relógio e outro na coroa. De acordo com a Apple, todo o processo de leitura demora cerca de 30 segundos. Ainda, o novo app de saúde do Watch vai informar quando uma anomalia for detectada.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Isso é possível por conta de um hardware interno mais parrudo, com processador em 64-bts. Chamada de S4, esta geração de processador chega com Dual Core, o qual dobra o desempenho.

Usuário só precisa colocar dedo na laterial para leitura de pulso (Foto: Captura/Apple)

Agora há também um sistema em que, quando o usuário levanta o braço para ver a hora, ele inicia uma animação. Caso esteja com batimento elevado, a animação pode ajudar o usuário a respirar fundo.

Outra novidade é o aprimoramento do acelerômetro, que agora é capaz de detectar quando uma pessoa está caindo. A proposta é levantar informações sobre acidentes e colaborar para diminuir isso. Ainda, caso ele detecte que houve uma queda, o aparelho vai lançar um pop up para ligar para emergência. Caso não haja movimento dentro de 5 segundos, o aparelho sozinho vai ligar para ambulância e pedir ajuda.

Vale destacar que a Apple recebeu autorização da Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula ações médicas nos EUA, para que cardiologistas usem o sistema para monitorar seus pacientes, mostrando a eficiência do produto.

Design

O Series 4 também tem bordas e pulseira mais finos voltados a um design mais moderno. Com as arestas mais delicadas, o aparelho ganha 32% a mais na tela na versão com 40mm e 35% na versão de 44mm. Também confirmando rumores, o dispositivo chega com a traseira em cerâmica, que ajuda na leitura do eletrocardiograma.

Bordas estão mais finas (Foto: Captura/Canaltech)

Ainda, a fabricante mudou toda a cara do watchOS 5. É possível colocar perfis de ligação já na tela, regular outros fusos e fazer mais customizações na tela inicial. Ainda, há mais informações sobre bolsas de valores e outras mudanças com atalhos na tela inicial.

Ainda, o microfone passou para a mesma lateral da coroa, segundo a fabricante, para ficar longe da saída de som e evitar ecos.

De acordo com a empresa, ele mantém, mesmo com todas as modificações, um dia de bateria, podendo aguentar até 18h horas diretas de uso e monitoramento, ou até dois dias apenas com funções básicas.

Aparelho chega com novidades como novo UI, melhor processador e configurações Foto: Captura/Apple)

Os modelos chegam com 40mm, a partir de US$ 399, com GPS, e US$ 499, com 4G. O cronograma é de que o produto chegue às lojas em 21 de setembro. O watchOS 5 chega em 17 de setembro.

A empresa ainda coloca o Series 3, modelo anterior, à venda por US$ 279.

Segundo Tim Cook, CEO da Apple, o Watch atualmente não só é o smartwatch mais vendido no mundo, como também o modelo de relógio mais comprado.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.