Verdade ou fake? Vídeo de robô-soldado com habilidades militares viraliza na web

Por Wagner Wakka | 01 de Novembro de 2019 às 14h45
Captura/YouTube
Tudo sobre

Boston Dynamics

Saiba tudo sobre Boston Dynamics

Ver mais

Já existem robôs para substituir soldados militares. Essa é uma crença do imaginário popular e que cresce ainda mais com vídeos de avanços da robótica, como os dos modelos da Boston Dynamics. Agora, surgiu um novo vídeo de um soldado-robô que pode passar por diferentes atrocidades, mas ainda manter a mira e ter discernimento entre inimigos, bonecos, humanos e até um cachorro. Entretanto, será que isso é verdade?

Infelizmente (ou felizmente), não. O vídeo é uma clara sátira do canal Corridor. O grupo trabalha com efeitos especiais e usa o YouTube para divulgar suas habilidades. O vídeo chamado New Robot Makes Soldier Obsolete (Novo robô faz de soldados obsoletos, em tradução livre) brinca com a ideia de que robôs podem ser empurrados e agredidos sem perder equilíbrio, ainda executando a sua função.

A começar, o grupo usa o termo Bosstown Dynamics, em uma alusão direta à Boston Dynamics, revelando que o assunto não é sério. Ainda, na produção há uma série de piadas e brincadeiras com decisões que o robô precisaria tomar.

Por exemplo, em um dos testes, o robô se mostra totalmente aflito (um sentimento humano) ao ter de decidir se atira ou não no homem que está a sua frente. A ideia é criar a impressão de que o robô consegue decidir, mesmo que a situação seja difícil.

Outro indício claro de que o vídeo se trata de uma sátira está no final, quando os “pesquisadores” pedem que o robô atire no Spot, o modelo semelhante a um cão da Boston Dynamics. Entendendo aquela peça como um animalzinho, o robô então se recusa a atirar.

Para quem ainda tem dúvidas de que se trata apenas de uma produção muito bem feita em computação gráfica, os próprios criadores do Corridor lançaram um vídeo de making of. Eles usaram um sistema de captura de movimentos com um ator e depois transpuseram as ações na versão em computação gráfica.

O grupo ainda queria testar um novo sistema para levar o equipamento de captura para fora do seu estúdio, permitindo gravações externas.

Por mais avançada que a Boston Dynamics e outras empresas estejam no desenvolvimento da robótica, não é desta vez que foi criado o grande soldado de metal à la Exterminador do Futuro.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.