“Sósia” de Steve Jobs é fotografado no Egito e viraliza na internet

Por Rafael Arbulu | 28 de Agosto de 2019 às 20h20
(Montagem: Rafael Arbulu)
Tudo sobre

Steve Jobs

Saiba tudo sobre Steve Jobs

Steve Jobs não morreu. O homem ainda vive e, aparentemente, agora curte até uma cervejinha de botequim. Não está entendendo nada? A gente explica: uma foto clicada em um bar no Egito viralizou nas redes sociais por trazer em sua figura central um homem muito parecido com o co-fundador da Apple, falecido em 2011.

Inicialmente, segundo o Tilt, a imagem foi clicada por Ahmed Basyouney. Não se sabe se o clique original é dele, mas é por causa dele que a imagem tomou conta dos principais canais e páginas de viralização nas redes sociais, figurando em diversos perfis e gerando, claro, muitos memes. Afinal de contas, essa é a razão da existência da internet:

Até mesmo o tablóide britânico The Sun publicou nota do caso, atribuindo a imagem como sendo usada por teóricos conspiracionistas e alegando ser “evidência” de que Jobs teria forjado a própria morte. Sim, Steve Jobs entrou oficialmente para a lista de famosos que "fingiram morrer" e agora seguem uma vida reclusa e pacata, tal como Elvis Presley e Michael Jackson.

O homem da foto não se manifestou publicamente até o momento, então não podemos sequer atribuir um nome a este ícone contemporâneo das redes sociais. Então, até lá, ficamos apenas com os memes:

"'Nera' falecido, não?"

Steve Jobs faleceu em 2011, vítima de câncer pancreático cuja causa original ainda não é conhecida. Ele vinha lutando contra a doença desde 2004 e chegou, em 2009, a fazer um transplante do fígado, buscando manter a função do órgão após descobrir que o câncer já havia se espalhado por outras partes do seu corpo.

Devido aos prognósticos mais pobres em relação à doença, pacientes de câncer pancreático são conhecidos por buscarem terapias alternativas de tratamento, e Jobs não fugiu à essa regra. Primariamente, ele tentou suprimir o câncer por meio de uma dieta cuja ingestão limitava-se exclusivamente a frutas. Quando isso não deu certo, ele fez uma viagem até a Suíça, buscando um tratamento experimental à base de hormônios.

Steve Jobs quando revelou ao mundo o primeiro iPhone

Em 2009, por meio de carta enviada ao board de diretores da empresa, o então CEO da Apple comunicou que deixaria o cargo no ano seguinte: "Eu sempre disse que, se chegasse o dia em que eu não fosse mais capaz de cumprir meus deveres e expectativas como CEO da Apple, eu seria o primeiro a fazer com que vocês soubessem. Infelizmente, esse dia chegou", constava no documento.

O ano de 2011 viu o lançamento do iPhone 4s, o primeiro da linha de smartphones da Apple a contar com a assistente virtual Siri. No Brasil, o lançamento do aparelho assegurava a seus compradores a biografia póstuma de Steve Jobs, escrita pelo jornalista, ex-diretor editorial da CNN e ex-editor da revista Time, Walter Isaacson.

Fonte: Tilt; The Sun

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.