Você já teve um orgasmo mental? Que tal experimentar um agora?

Por Redação | 24 de Dezembro de 2014 às 14h50

Qual a fórmula para um viral de sucesso? Enquanto muitos buscam a receita ideal, alguns vídeos se tornaram febre na internet de maneira silenciosa, mas por provocarem certas sensações curiosas. São vídeos com imagens aparentemente comuns, mas que pretendem gerar uma sensação de formigamento no cérebro de quem os assiste, chamada de ASMR ou, simplesmente, "orgasmo mental".

Tal nomenclatura se deve à semelhança da sensação com aquilo que algumas pessoas sentem quando são acariciadas ou demonstram um profundo interesse em algo que veem. E os resultados provocados pelos vídeos podem, realmente, ser percebidos por várias pessoas.

Por exemplo: o que você acharia de um vídeo que mostra uma mulher dobrando guardanapos por 18 minutos? Ou de um grupo de mulheres de unhas feitas batucando em uma mesa? São vídeos como esses que, curiosamente, geram uma sensação extremamente agradável em quem os assiste. E formam uma reação em cadeia quase inexplicável.

Além de muito buscado no Google e no YouTube, o termo ASMR (Resposta Meridional Sensorial Autônoma) começou a ser difundido por quem assiste aos vídeos, tem um orgasmo mental e quer passar a experiência para frente. O que se sente é algo semelhante a um calafrio ou mesmo um formigamento do couro cabeludo. Quem sente, diz que é algo extremamente agradável, que chega inclusive a ser relaxante.

Quer experimentar?

Quem inventou a reação em cadeia causada pelo ASMR? Aliás, quem inventou essa nomenclatura e essa sigla? Tudo ainda permanece como um mistério e ainda não há nenhum artigo ou explicação científica por trás dos experimentos, das causas ou dos efeitos.

Para entender melhor como funciona o orgasmo mental, assista a um vídeo de uma mulher famosa no meio, que gosta de ser chamada de Maria GentleWhispering. Ela usa uma tom de voz bastante delicado, abusa do efeito panorâmico (estéreo) e fala coisas relaxantes para quem assiste. Esse vídeo, por exemplo, conta com mais de 8 milhões de visualizações. Coloque os fones e faça você mesmo o teste:

Outra youtubber que domina a arte e ficou famosa pela qualidade de seus vídeos é uma britânica conhecida como WhispersRed ASMR. Seu canal já conta com mais de 40 mil assinantes. Neste vídeo, ela simula um corte de cabelo enquanto sussura em tom quase angelical para os espectadores.

A fórmula, pelo jeito, parece estar em toques suaves em objetos, movimentos leves, ruídos e sussurros quase hipnóticos. Para muitos, os vídeos de ASMR os ajudam a relaxar e até mesmo a dormir, já que provocam sensações extremamente positivas. Tanto que pode ser que algumas pessoas já estejam viciando no efeito dos vídeos, principalmente porque os assistem diariamente antes de dormir, para garantir uma boa experiência de sono.

A "ciência" por trás dos vídeos

Os vídeos e sua relação de causa e efeito com quem os assiste têm intrigado a comunidade científica. Segundo Frances McGlone, professor de neurociência da Universidade John Moores, de Liverpool, na Inglaterra, não é possível explicar exatamente qual é o mecanismo por trás dos vídeos.

O que realmente provoca tais sensações permanece um mistério. Entretanto, o professor é radicalmente cético quanto ao efeito terapêutico das produções. "O que me preocupa é ter indivíduos suscetíveis que querem acreditar nesse tipo de coisa, porque eles realmente têm problemas e precisam de algum tipo de ajuda psicológica – que é onde eu fico um pouco irritado, porque as pessoas podem se submeter a técnicas que não oferecem qualquer benefício em longo prazo para uma condição subjacente", relata.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.