5 Motivos 142 / 160 vídeos

5 motivos para NÃO comprar o Quantum GO2

03:32 | 09 de Agosto de 2017

A Quantum, que nasceu das entranhas da Positivo, passou a produzir os seus próprios smartphones para o público brasileiro, e a aposta deu certo. O Quantum GO2 é a segunda geração de um smartphone que marcou o nascimento da marca, embora isso não faça dele um modelo perfeito na faixa dos mil reais.

Não acredita? Então confira os 5 motivos que nós separamos para você não comprá-lo.

Sem redução de ruído

Diferentemente de outros modelos que são vendidos aqui no Brasil, o Quantum GO2 traz apenas um microfone para as chamadas e para todo o resto que precise dele. A qualidade é ok, dentro do esperado, mas sem nenhum isolamento de ruído que seria adicionado com um segundo microfone. Isso não é tão ruim, mas também não é tão bom quanto poderia ser.

Alto-falante

Localizado na traseira do smartphone, a saída de áudio do Quantum GO2 é um tanto quanto simples. Ela não representa níveis de volume elevados, embora tente manter a qualidade quando você aumenta até o máximo. A Quantum ainda adicionou dois “cotocos” ao lado da saída para evitar que ela seja abafada, mas isto acabou não funcionando tão bem, e sim, ele é um pouco abafado quando está numa superfície.

Chipset do Quantum Go original

Equipado com um chipset MT6753, da MediaTek, a CPU do Quantum GO2 tem oito núcleos com clock de 1.30 GHz - assim como no Quantum GO original. Essa “não evolução”, no entanto, não afeta tanto o desempenho do aparelho. Seria o caso de termos, realmente, um chipset mais novo, mas a Quantum resolveu apostar no mesmo modelo utilizado anteriormente, que garante, entre outros, economia de energia.

Bordas grandes

Essas bordas grandes nos smartphones realmente deveriam ser erradicadas. Acontece que o espaço ocupado por elas, que poderia ser preenchido pela tela, não traz nem os botões capacitivos, o que eliminaria a necessidade de botões virtuais. E os botões virtuais, é claro, preenchem um pequeno espaço utilizável do display; e isso sem contar que elas também afetam a parte estética do produto, não é?

Bateria

Agora, o Quantum GO2 tem uma bateria de 2.500 mAh, que em nossos testes acabou não sendo um ponto tão atrativo do smartphone. Isso quer dizer que você consegue passar um dia inteiro com ele ligado, mas em uso moderado. Se você apelar demais em redes sociais e afins, a autonomia do aparelho acaba sendo reduzida.

Em nossos testes, reproduzindo conteúdo por streaming via Wi-Fi e com brilho máximo, ele teve uma descarga média de 20%.