5 Motivos 222 / 227 vídeos

5 motivos para COMPRAR o Moto G7

04:10 | Por Adriano Ponte | 22 de Março de 2019
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Moto G7

Ficha técnica

SEM PLÁSTICO

A construção do item que você mais utiliza no dia a dia é importante para alguns, e no caso do G7 e do G7 Plus temos vidro como material para a frente e costas do aparelho.

Em nossa opinião, é algo que traz alguma preocupação com fragilidade em quedas, porém boa parte da audiência do Canaltech valoriza a pegada mais “macia” e agradável ao toque que traseiras do material proporcionam, logo eis no G7 uma das opções não-plásticas da linha.

EQUILIBRADO EM BATERIA

O Moto G7 Power é muito melhor em autonomia que o G7, porém precisamos deixar claro que o G7 é econômico o bastante para não dar dor de cabeça.

Os 3.000 mAh de bateria do aparelho dão sim um dia inteiro de uso para o usuário, não graças ao “tanque generoso” do G7 e sim devido ao processador focado em gastar pouca energia que move o G7, G7 Power e G7 Play. Fica aqui nossa dica inclusive para quem está em dúvida entre os três modelos.

CARREGADOR RÁPIDO INCLUSO

Nem todos os Moto G7 contam com acessórios iguais, sendo o G7 Play um exemplo disso. O G7 normal traz um carregador Turbo Power da Motorola já incluso na caixa, logo quem faz questão de carregar o aparelho num curto espaço de tempo poderá desde o primeiro dia fazer uso do recurso sem gastar dinheiro extra com este acessório essencial para tanta gente.

DIGITAL MELHOR QUE FACIAL

Nada de “selfies” para tentar ativar seu aparelho, dando mais trabalho do que praticidade (criando uma luta entre você e seu telefone para desbloqueá-lo). O G7 traz uma pequena região na traseira para posicionar seu dedo e ler sua impressão digital para desbloquear imediatamente o aparelho.

Não esqueça que o mercado ainda não encontrou uma solução viável para leitura facial segura e complexa em aparelhos “mais modestos”, existindo até hoje modelos que vendem a fórmula barata e batida do “desbloqueio por selfie” do Android que havia caído no esquecimento por anos (dada a taxa de erros e nada prático uso do recurso).

FONES DE OUVIDO AINDA RESPIRAM

Em alguns anos não devem mais existir aparelhos com entradas de 3.5mm para fones de ouvido, sendo provável que o USB-C unifique de fato tudo que existe para conexão periférica.

Fones sem fio também são grande parte da resposta. Porém, para o agrado de muita gente que prefere fones mais acessíveis e compatibilidade com equipamentos de boa qualidade que já estão em casa, temos no G7 ainda a boa e velha entrada de áudio cabeado tradicional. Devemos aproveitar enquanto durar.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Citadas no Vídeo