Maior navio de cruzeiro do mundo faz viagem inaugural... para o ferro-velho

Maior navio de cruzeiro do mundo faz viagem inaugural... para o ferro-velho

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 27 de Junho de 2022 às 15h55
Divulgação/Werften

O Global Dream II, projetado para acomodar mais de 9 mil passageiros e, com isso, ocupar o posto de maior navio de cruzeiro do mundo, fará sua viagem inaugural, mas não da forma com que os fabricantes sonhavam. Ele não irá para o mar, e sim direto para um ferro-velho.

A MV Werften, empresa alemã responsável pela construção do navio e do Global Dream, “irmão menor”, mas igualmente majestoso, entrou com pedido de falência em janeiro de 2022 e, desde então, brecou a fase final de fabricação do Global Dream II. Ela ainda tentou vender o navio inacabado, mas não apareceram interessados até o momento.

O desinteresse geral pelo que poderia ser o maior navio de cruzeiro do mundo obrigou a MV Werften a tomar uma atitude drástica: se livrar do Global Dream II. O destino do que poderia ser o “colosso dos mares”, agora, será bem diferente. O barco deixará as instalações da empresa, que foram vendidas para uma unidade naval da Alemanha, mas não irá para as águas.

Global Dream II em fase de construção: "Sonho" ficou, literalmente, pelo caminho (Imagem: HenSti/Wikipedia/CC)

Como não é equipado para enfrentar guerras, ou seja, não foi preparado para receber recursos bélicos e armamentos, o maior navio de cruzeiro do mundo terá que ser desmontado. E suas mais de 260 mil toneladas serão removidas da marina e vendidas como sucata.

Como é o Global Dream II?

O Global Dream II, que agora se transformará em sucata, é um navio de proporções impressionantes. Para alocar mais de 9 mil passageiros, conforme seu projeto inicial, ele não necessitava ser grande. Necessitava ser gigante. Por isso, possuía 342 metros de comprimento, 46,4 metros de largura e 9,5 metros de calado (medida da parte submersa do navio). O peso dele? “Apenas” 208 mil toneladas.

O agora ex-maior navio de cruzeiro do mundo começou a ser construído em 10 de setembro de 2019, em Rostock, na Alemanha. Em 2020, com a chegada da primeira onda da pandemia da Covid-19, as instalações foram fechadas temporariamente e a finalização do projeto foi adiada. Em junho de 2022, seis meses depois de a MV Werften entrar com pedido de falência, foi decretado que o Global Dream II seria vendido como sucata.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.