Caloi traz Mobylette de volta em versão elétrica e com preço camarada

Caloi traz Mobylette de volta em versão elétrica e com preço camarada

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 17 de Março de 2022 às 17h50
Divulgação/Caloi

Depois do ressurgimento da Kombi, chegou a vez de um outro ícone das décadas de 1970 e 1980 voltar à vida, mas agora em versão elétrica: estamos falando da Mobylette Caloi.

Quem foi pré-adolescente naquelas décadas certamente se lembra dela, ou por ter tido uma, ou por ter ficado com o inconfundível som do motor dois-tempos zunindo nos ouvidos sempre que ela passava na rua. E agora ela voltou com visual parecido, mas sem barulho.

A Caloi anunciou que a icônica Mobylette, lançada em 1975, foi recriada e voltou ao mercado em versão elétrica. O anúncio, aliás, foi diferente, em forma de poesia, para celebrar o renascimento do modelo.

“Parece que ela nunca foi embora.

Ela sempre esteve entre nós.

Nas boas memórias do passado.

No coração do colecionador que nunca a abandonou.

No rolê dos amigos que sempre se juntaram para manter a chama acesa. Mas o fato é que agora ela está de volta.
Só que ainda melhor, e remixada para o futuro.

Se você já possui um estilo de vida consciente, chegou a hora de acelerar em direção ao futuro da mobilidade”.

Mobylette elétrica da Caloi manteve design antigo, com exceção dos pneus (Imagem: Divulgação/Caloi)

Como é a Mobylette elétrica da Caloi?

A Mobylette elétrica da Caloi manteve, em termos de design, o estilo clássico que conquistou a garotada em seu lançamento, há quase 50 anos. A principal diferença à primeira vista está nos pneus, agora mais largos, e nas rodas de 20 polegadas.

A maior mudança, no entanto, está na motorização. A tradicional dois-tempos evoluiu para atender às exigências de um mundo mais verde. A Mobylette Caloi agora é 100% elétrica.

Ela possui um motor de cubo sem escovas de 350W de potência, que pode ser acionado tanto pelas pedaladas (lembram disso?) quanto pelo acelerador integrado ao moderno display.

A bateria da Mobylette elétrica é de íon-lítio, bivolt, de 36V e 10.4 Ah. Instalada sob o banco, a promessa é de dar ao “piloto” pelo menos 30 quilômetros de autonomia a cada carga.

O “mix” de bicicleta com moto elétrica ainda tem bagageiro com capacidade para 5 quilos, display com 3 níveis de assistência de pedal assistido (Eco, Mid e High) e atinge velocidade máxima de 25 km/h, menos da metade da “irmã” a combustão, que chegava aos 60 km/h.

Display da nova Mobylette elétrica Caloi tem várias informações (Imagem: Divulgação/Caloi)

Quanto custa a Mobylette elétrica da Caloi?

O “ícone remixado”, por enquanto, será vendido pela Caloi somente por meio da plataforma de e-commerce Mercado Livre pelo preço de R$ 9.199.

A promessa da fabricante é que as unidades sejam disponibilizadas em breve também nas lojas físicas, mas, por enquanto, quem quiser o “ícone remixado” só terá esta única opção para fazer a compra.

Fonte: Caloi

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.