Samsung pede que consumidores usem antivírus em suas TVs e gera polêmica

Por Felipe Ribeiro | 19 de Junho de 2019 às 08h26
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

Nesta segunda-feira (17), no Twitter, a equipe de suporte da Samsung nos Estados Unidos lembrou a todos os usuários de regularmente — e manualmente — verificarem pela existência de vírus em seus televisores. A equipe da fabricante sul-coreana, inclusive, publicou um pequeno vídeo mostrando alguém em uma sala de conferência passando por 16 teclas pressionadas no menu do sistema de uma TV QLED da marca para ativar a varredura de vírus integrada do aparelho, que aparentemente é o McAfee Security for TV.

Isso pode levantar algumas dúvidas sobre as práticas da Samsung e o que nós, consumidores, devemos esperar dos dispositivos conectados. O fato do scanner de malwares da Samsung ser o McAfee (e aparentemente o único cliente da McAfee para o serviço é a Samsung) levanta questões sobre o real valor e intenção do serviço: a Samsung está pagando à McAfee pelo que deveria ser uma funcionalidade obrigatória?

A mensagem pegou muito mal entre os clientes, que começaram a bombardear o perfil da marca com mensagens. O Canaltech visitou hoje o perfil da Samsung Support USA e o tuíte, bem como o vídeo, foram apagados.

Em comunicado enviado ao pessoal ARS Technica, a gigante sul-coreana comentou:

"A Samsung leva a segurança muito a sério e nossos produtos e serviços são projetados com a segurança em mente. Recentemente compartilhamos informações sobre um dos recursos de segurança preventiva em nossas Smart TVs para mostrar aos clientes as etapas proativas que podem ser realizadas em seus dispositivos. Queremos esclarecer que isso era simplesmente uma maneira de educar os consumidores sobre um dos recursos incluídos em nossos produtos e que só foi publicado porque acreditamos que os consumidores o considerariam informativo."

Tuíte do perfil de suporte da Samsung nos Estados Unidos. Publicação foi apagada (Imagem: ARS Technica)

As TVs estão em risco, de fato?

A Samsung acredita que existe um perigo real de infecção por malware nas suas Smart TVs? Obviamente, qualquer dispositivo com capacidades computacionais e acesso à internet pode executar código malicioso. No entanto, no caso dos televisores, a loja de apps é hospedada pela Samsung e parece conter menos de 100 soluções no total. Examinar cuidadosamente esses aplicativos antes de publicá-los não parece uma carga impossível de ser gerenciada pela Samsung.

Não deveria ser automático?

Se a varredura antivírus da sua TV for necessária, não deveria ser automática? Se você fizer uma instalação simples do Windows 10 a partir de uma ISO, o Windows Defender será instalado, ativado e terá atualizações e varreduras regulares e automáticas programadas por padrão, sem necessidade de interação com o consumidor.

Se o consumidor decidir substituir o Defender por um aplicativo de terceiros, como McAfee, Symantec ou Malwarebytes, esses aplicativos também programarão automaticamente verificações e atualizações regulares. Esperar que a maioria dos consumidores planeje regularmente e execute com fidelidade as tarefas de administração do sistema está fora de questão, mesmo quando se trata de seus PCs; ainda mais para seus televisores.

Quem estava operando o Twitter da Samsung Support USA parecia estar um pouco confuso, pois eles simplesmente não percebiam que o serviço já era executado automaticamente? Ou eles estavam corretos, e isso realmente não acontece? Essa é uma pergunta, aparentemente, sem resposta.

Fonte: ARS Technica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.