União Europeia abre concorrência para internet em automóveis; 5G deverá ganhar

Por Felipe Ribeiro | 06 de Julho de 2019 às 21h30
Divulgação

A União Europeia já está trabalhando para estabelecer o padrão da internet nos vindouros automóveis conectados. Uma comissão especial decidiu, por meio de votação na última quinta-feira, (4) que haverá uma concorrência para determinar que tipo de conexão será utilizada. Com isso, a "sugestão" da Volkswagen, que havia oferecido um sistema Wi-Fi, perdeu força, ganhando como rival o plano da BMW e da Qualcomm, que querem implementar um sistema via 5G e que deve ser o escolhido, no fim das contas.

Alemanha, França e Itália, com grandes indústrias automobilísticas, estão entre os 21 países que votaram contra a proposta inicial levantada pela UE, com o sistema sugerido pela Volks. Isso foi uma virada grande nesse tema, já que os congressistas europeus haviam endossado a preferência pelo Wi-Fi ante o 5G.

A comissão, que quer estabelecer parâmetros para um mercado que pode gerar bilhões de euros em receitas para montadoras, operadoras de telecomunicações e fabricantes de equipamentos, argumentava que o Wi-Fi estaria disponível agora, diferentemente do 5G, e que isso ajudaria na segurança rodoviária.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Qualcomm é a empresa que fornecerá o 5G para os carros conectados da União Europeia (Foto: Reuters)

"Continuaremos, portanto, a trabalhar em conjunto com os Estados membros para tratar de suas preocupações e encontrar um caminho adequado", disse a comissária europeia de Transportes, Violeta Bulc, em um comunicado a votação.

Não era só a Volks

Outras montadoras e empresas ligadas às indústrias automobilística e de internet também defendiam o sistema proposto pela Volkswagen, casos de Renault, Toyota, NXP, Autotalks e a Kapsch TrafficCom. Enquanto isso, os patrocinadores do padrão de quinta geração (5G), que incluem não apenas carros, mas também dispositivos no ambiente ao redor, incluem a Daimler-Mercedes, Ford, PSA Group, Deutsche Telekom, Ericsson, Huawei, Intel e Samsung.

Os defensores do 5G dizem que ele tem uma gama maior de aplicações em áreas como entretenimento, dados de tráfego e navegação. A votação nessa comissão especial foi bem recebida pelo grupo de lobby de telecomunicações ETNO, cujos membros gastaram bilhões investindo em 5G.

Os congressistas da UE devem se reunir novamente em 8 de julho, quando rejeitarão formalmente a proposta do Wi-Fi.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.