Serviço “Não Me Perturbe”, da Anatel, já teve mais de 600 mil registros

Por Rafael Arbulu | 17 de Julho de 2019 às 10h11

O serviço “Não Me Perturbe”, inaugurado nesta terça-feira, 16, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) em parceria com as empresas de telecomunicações brasileiras, já conta com 620 mil cadastros de usuários. O número foi revelado pela assessoria de imprensa da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A novidade registra os dados do usuário em um cadastro para que ele deixe de receber ligações de telemarketing com ofertas e produtos relacionados a empresas de telecomunicações. Tais empresas também participaram do desenvolvimento do serviço, em atendimento a determinação da Justiça. A saber, as empresas envolvidas são Algar, Claro/NET, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, Telefônica/Vivo e TIM em parceria com a ABR Telecom.

Segundo o presidente substituto da Anatel, conselheiro Emmanoel Campelo, “o registro de mais de meio milhão de cadastros no primeiro dia, sem que o site tenha ficado fora do ar, mostra o rigor técnico com que esse trabalho foi desenvolvido”. O conselheiro destacou, ainda, que a criação do site é um ponto de partida para maior proteção dos consumidores de telecomunicações. “O uso excessivo do telemarketing é um fenômeno mundial, não se trata de um problema apenas do Brasil”, afirmou, lembrando que o setor de telecomunicações é o primeiro a dar uma resposta eficiente para a questão.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
Serviço da Anatel credencia usuários para que eles deixem de receber ligações excessivas de ofertas de empresas de telefonia, via operações terceirizadas de telemarketing

O serviço também utiliza dados previamente cadastrados nos Procons estaduais para reforçar a base de dados, integrando as informações em caráter federal e contando com áreas de denúncia para o caso de usuários que ainda estejam recebendo ligações após 30 dias da realização do cadastro.

Elisa Leonel, superintendente de Relações com Consumidores da Anatel, ressaltou que o setor de telecomunicações responde por 32% das chamadas de telemarketing. “As ligações podem vir de qualquer lugar do mundo, o que configura um grande desafio. Até setembro, no entanto, pretendemos evoluir o ‘Não Me Perturbe’ e entregar uma solução completa, que sirva de exemplo também para outros setores”, afirmou.

O usuário que busca que quer se cadastrar deve preencher um formulário no site oficial do Não Me Perturbe. o qual passa a ter validade em até 30 dias e emite um comprovante do bloqueio. A remoção do cadastro também pode ser pedida pelo mesmo serviço.

Power Dialing

As ligações incessantes de telemarketing são oriundas de um conceito tecnológico chamado Power Dialing, que, basicamente, consiste em inserir números de um mailing de consumidores em um software de discagem automática. O sistema, porém, não possui inteligência de software, estabelecendo a conexão telefônica com um atendimento primário eletrônico (a chamada “ura”) antes de posicionar o contato com um atendente humano.

O problema: pela automatização do sistema, não há como marcar um consumidor como “contatado”, o que faz com que mesmo aquelas pessoas que já receberam ligações sejam procuradas de novo, várias e várias vezes, ignorando registros anteriores.

Segundo especialistas, essas chamadas também podem fazer parte de uma estratégia para não deixar atendentes de call centers ociosos. A ideia é fazer um número de chamadas maior do que o de funcionários trabalhando naquele turno e, para isso, um computador faz a discagem e encaminha até que todos estejam falando com um cliente. As chamadas excedentes são encerradas, mesmo que tenham sido atendidas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.