Siga o @canaltech no instagram

Eventos esportivos serão a porta de entrada do 5G, segundo pesquisa

Por Stephanie Kohn | 23 de Abril de 2019 às 16h23

Uma pesquisa encomendada pela Amdocs, fornecedora de software e serviços para empresas de comunicação e mídia, e realizada pela Ovum, afirma que as primeiras experiências dos consumidores com 5G deverão acontecer em um evento esportivo.

De acordo com o estudo, o principal foco das operadoras móveis no lançamento das redes 5G ao redor do mundo serão os esportes. "Elas estão de olho nesse segmento por três motivos: por gerarem interesse da massa, por atraírem muito dinheiro de marcas e grupos de mídias e por demandarem maior capacidade de rede e conectividade nos estádios", comentou Renato Osato, vice-presidente da Amdocs, durante apresentação do estudo nesta terça-feira (23).

Com a possibilidade de velocidades até dez vezes mais rápidas e latência menor do que a 4G, a rede 5G abre possibilidades para novos tipos de entretenimento e experiências nos estádios. O público poderá, por exemplo, assistir a replays instantâneos ou checar estatísticas de jogadores com uso de realidade virtual e/ou aumentada.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Sendo assim, 91% das operadoras mundiais pretendem testar o 5G em estádios até 2020, enquanto 100% das teles latinas planejam parcerias com estádios e locais de competições e 89% esperam oferecer serviços corporativos 5G aos principais organizadores de eventos esportivos e de eSports para melhorar a experiência dos torcedores.

A pesquisa ainda revela que mais de três quartos (78%) das empresas latinas planejam utilizar realidade virtual em 5G, enquanto 56% pretendem usar a realidade aumentada ou um híbrido destas tecnologias para oferecer visualizações mais ricas aos fãs de esportes.

“Eventos culturais e notícias serão uma segunda onda. No esporte há muito mais dinheiro e interesse envolvidos”, disse Osato. 

Vale ressaltar que o 5G também vai transformar a experiência de assistir os eventos esportivos em casa. 67% das operadoras da América Latina esperam oferecer novos serviços de streaming de vídeo por assinatura e multitela de TV por assinatura. 

Por fim, os esportes eletrônicos também farão parte das estratégias das operadoras para o 5G. 73% querem ser parceiras tecnologicas para eventos de e-sports; 55% pretendem transmitir campeonatos de e-sports; e 45% irão implementar conectividade nas arenas.

E para quem acha que tudo isso vai demorar a chegar, está enganado. "Quando o 4G estava chegando não tínhamos massa crítica. Especialistas afirmam que a adoção do 5G será bem mais rápida. A partir dos leilões [das frequências para a implementação de 5G no país] em março do ano que vem, teremos a massificação", finalizou.

A pesquisa entrevistou executivos c-levels das 60 maiores operadoras do mundo, incluindo nove da América Latina e duas do Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.