Celulares irregulares serão bloqueados nos estados do Goiás e Distrito Federal

Por Ares Saturno | 16 de Fevereiro de 2018 às 17h57
photo_camera Reprodução

Estão agendadas para a próxima quinta-feira (22) as primeiras ações de prestadoras de serviço de telefonia móvel a fim de bloquear aparelhos celulares que estejam em situação irregular. O teste da eficácia do sistema se iniciará nos estados do Goiás e do Distrito Federal, sendo que ainda não há datas divulgadas para o teste em outras localidades.

As medidas têm como objetivo combater a comercialização de aparelhos celulares irregulares. Entram nessa categoria não apenas os aparelhos de marcas que não são reconhecidas pelo mercado brasileiro (como os piratas), mas também os aparelhos comercializados clandestinamente, frutos de crimes como o roubo e o furto.

As empresas vêm combatendo o comércio de celulares roubados desde o ano 2000, quando foi criado o Cadastro de Estações Móveis Impedidas (CEMI), um banco de dados que recebe informações de números de IMEI dos donos de celulares furtados ou roubados, a fim de que se bloqueie a prestação de serviços para esses aparelhos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Entretanto, o mercado clandestino se adapta às tentativas de contenção e métodos de clonagem do IMEI estão cada vez mais acessíveis, burlando os impedimentos criados pelo CEMI.

Além da responsabilidade do Estado e das empresas de telefonia móvel em impedir que os bloqueios sejam burlados, também deve ser uma preocupação das fabricantes de aparelhos celulares desenvolver métodos mais efetivos de bloqueio no caso de celulares furtados ou roubados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.