Caso Oi: credores afirmam que plano de recuperação da operadora é "abusivo"

Por Redação | 17.01.2017 às 19:38
photo_camera Divulgação

Mais um capítulo acaba de ser escrito para a novela da Oi: nesta terça-feira (17), um grupo de credores publicou um comunicado no qual questiona o plano de recuperação judicial da operadora, apresentado em setembro. Os envolvidos afirmam que a reestruturação conta com elementos abusivos e até mesmo ilegais, que favorecem apenas um lado da moeda: os acionistas.

E as acusações não param por aí. O grupo afirmou também que a empresa insiste em não compartilhar informações importantes, impedindo os credores de se posicionarem em relação a determinadas decisões, como as potenciais vendas de ativos da empresa. Em suma: os credores estão dizendo que a Oi quer crescer às suas custas e direcionar a maior parte dos lucros aos acionistas.

O texto diz que a Oi falhou em prestar informações sobre seu futuro aos credores, e ainda declara questões abusivas em seu plano de recuperação. São cerca de R$ 65,4 bilhões em dívidas, e a empresa precisa se movimentar para se recuperar enquanto há tempo. O caso, aliás, é o maior pedido de recuperação judicial da história do país.

Enquanto isso, os nervos ficam acirrados e as duas partes partem para um período de maior tensão. O governo federal avisou que pode fazer uma intervenção na empresa a qualquer momento, caso as negociações fracassem.

A Oi ainda não comentou o questionamento dos credores.

Via Folha de S.Paulo