Angola Cables lança serviço IP focado no público gamer brasileiro

Por Rui Maciel | 26 de Agosto de 2020 às 19h45

Multinacional do setor de telecom, a Angola Cables anunciou nesta quarta-feira (26) o lançamento de um serviço IP focado diretamente aos fãs de jogos eletrônicos. Segundo a companhia, a tecnologia vai melhorar significativamente a experiência dos jogadores brasileiros quando acessarem plataformas em qualquer lugar do planeta, como Sony, Xbox, RIOT, Valve, Tencent, Highwinds, Blizzard.

Com o nome de IP_Gamer, a plataforma usa uma configuração de engenharia que aponta diretamente para os maiores pontos de tráfego de gaming no mundo. Dessa forma, ela seleciona automaticamente as melhores rotas entre os usuários e os provedores onde estão hospedados, seja para stream, upload e download dos games. Isto significa oferecer aos gamers de todo o Hemisfério Sul, a oportunidade de competir com melhor ping e latência mais baixa, aumentando suas chances de sucesso contra jogadores de outras partes do mundo.

O IP_Gamer permite ao provedor que usa a estrutura de internet da Angola Cables, se beneficiar de ligações estratégicas prioritárias e diretas (peering/PNI) para os principais servidores de gaming (gaming nodes) na Europa, na América do Norte e na Ásia. Além disso, a empresa afirma que há uma redução significativa de latência pela utilização de sua rede que, para os usuários brasileiros, será até 10% menor, além de uma conectividade com maior qualidade e eficiência de tráfego.

"Estas vantagens serão percebidas para o usuário final cujos provedores de internet estiverem conectados diretamente à rede da Angola Cables. Eles conseguirão jogar sem atrasos na conectividade, resultando em uma melhor experiência geral de jogo", explica António Nunes, CEO Global da Angola Cables. "Nesta ordem de ideias, os Provedores de Internet poderão incorporar o IP_Gamer no seu portfolio de produtos e capitalizar as vantagens desta solução para fidelizar o consumidor final e atrair novos clientes".

Valorização do Cloud Gaming

A Angola Cables afirma que o IP_Gamer foi customizado por área geográfica. Foram feitos testes de performance da rede, replicando a experiencia dos usuários locais em seus games de maior preferência e destinos de jogo. Com isso, o trabalho de reengenharia de roteamento alavancado é otimizado também pela hiperconectividade do Data Center AngoNAP.

“Este novo serviço resulta de muitas horas de pesquisa e desenvolvimento, um trabalho apurado de engenharia para garantir uma solução única, de baixa latência, robusta e segura, de forma a encontrar vantagens tanto para o Provedor de Internet como para o gamer", continua Nunes. "O resultado geral vai impulsionar ainda mais o mercado de games na região. Acreditamos também que o produto vai valorizar o mercado de Cloud Gaming, o acesso a máquinas virtuais e ainda estimular o crescimento dos e-Sports como oportunidades de renda para desenvolvedores brasileiros, influenciadores digitais e muitas outras empresas e entidades que compõem o ecossistema de jogos".

Plataformas de cloud gaming, como o Google Stadia, podem se beneficiar com serviços IP mais focados (Foto: divulgação)

O executivo explica ainda que apesar de ser um produto corporativo, destinado aos ISPs (Provedores de Serviços de Internet), o objetivo da Angola Cables é trabalhar o o IP_Gamer de forma mais próxima ao público gamer: "Queremos apresentar esta opção de alto valor agregado para os usuários de jogos online, pois se trata de um serviço premium que nos diferencia dentro de um segmento que está se tornando um commodity", declarou Nunes.

Crescimento na pandemia

O desenvolvimento deste novo produto durante a pandemia de Covid-19 não foi por acaso. Os engenheiros da Angola Cables identificaram um crescimento muito elevado do consumo de dados pelos servidores que atendem plataformas de games, que já apresentava números impressionantes. “A sofisticação cada vez maior dos games, que oferecem até serviços dentro de suas plataformas e que já consomem grandes volumes de dados, aponta para a necessidade de uma infraestrutura focada, capaz de processar cada vez mais dados e com baixa latência", observou o executivo. "Neste aspecto, conseguimos atender este mercado, por termos uma rede global e robusta de conectividade, que vai desde sistemas de cabos submarinos, Data Centers, diversos Pontos de Presença dentro e fora do Brasil, interconexão aos maiores IXP´s internacionais e capacidade de cobertura nas Américas, África, Europa e Ásia, através de parceiros”.

Segundo dados da consultoria Newzoo, o mercado de games movimentou, em todo o mundo, cerca de US$ 152.1 bilhões em 2019. Para este ano, a expectativa é chegar a um faturamento de US$ 159 bilhões, o que representa um crescimento e torno de +9,3% em relação ao ano anterior. Até 2023, estima-se que o setor de gaming ultrapasse a cifra dos US$ 200 bilhões em receitas.

Números do mercado de games pela Newzoo: setor em crescimento

Em todo o planeta, estima-se que 2,7 bilhões de pessoas sejam “gamers”, nas mais diversas categorias, sendo que a América Latina deve ter o segundo maior crescimento de Gaming no mundo em 2020, com +10,3%, e faturamento de US$ 6 bilhões. Já África e Oriente Médio deverão registrar os maiores crescimentos do setor no ano, em +14,5%, e um faturamento de US$ 5,5 bilhões.

Por fim, os números da Newzoo preveem que os mercados mais maduros crescerão menos, mas faturarão bem mais, como a Ásia-Pacífico, com US$ 78,4 bilhões em receitas (+9,9%), América do Norte com US$ 40 bilhões em faturamento (+8,5%) e Europa, com US$ 29,6 bilhões em 2020 (+7,8%).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.