Abragames: Mercado brasileiro de jogos mais que dobrou nos últimos 4 anos

Por Rafael Arbulu | 22 de Julho de 2019 às 13h14
Divulgação

O mercado brasileiro de jogos eletrônicos ampliou consideravelmente o seu tamanho, mais que dobrando sua abrangência nos últimos quatro anos. As conclusões foram divulgadas por Sandro Manfredini, presidente da Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais (Abragames).

Pelos números divulgados pela entidade comercial na edição mais recente do BIG Festival de jogos independentes, o Brasil segue aquecido perante a indústria global, trazendo 2.731 profissionais atuantes e 276 estúdios e/ou empresas relacionadas, em contabilização feita até o final de 2018. Em 2014, eram 1.133 profissionais e 133 empresas.

As informações são reforçadas por um relatório recente da Newzoo, voltada à inteligência de mercado específica para a indústria de jogos: o Brasil atualmente ocupa a 13ª posição no setor global de games, com expectativa de gastos de cerca de US$ 1,5 bilhão. Da população de 211 milhões de habitantes, 142 milhões estão online e, destes, 75,7 milhões são considerados gamers.

Mais além: dividindo o público em plataformas, o mercado mobile vê a liderança de mulheres, com 51% do público sendo do sexo feminino. Nos consoles e PC, os homens ainda são maioria: 37% e 44%, respectivamente.

Nos últimos seis meses, 83% do público gamer brasileiro adquiriu DLCs e expansões e, finalmente, 59% da população online assiste e compartilha conteúdo voltado para jogos.

Gráfico da Newzoo aponta crescimento amplo do mercado de jogos no Brasil (Gráfico: Newzoo)

Fonte: Pocket Gamer; Newzoo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.